Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

quinta-feira

A verdade oculta no cinismo do senador Aécio Neves





A verdade oculta no cinismo do senador Aécio Neves

Amiga Drª Percília Noski

Nossa conversa ontem quando tratamos de assuntos de mútuo interesse com referência a educação superior em parceria entre a Ibrapaz e sua instituição aí na sua cidade me senti duplamente satisfeito porque me permitiu aumentar meu conhecimento da realidade política e social do Estado de Goiás. 

Depois que saímos de sua escola passamos em outros locais e conversamos com outras pessoas. Aí, graças à conjuntura eleitoral, nos contaram sobre o ambiente de pressão violenta que setores dominantes partidários exercem sobre os cidadãos que se posicionam com visão diferenciada do grupo de direita que ocupa a prefeitura daí e do Estado de Goiás.

Essas pressões jorram da mesma base ideológica que sustenta nacionalmente a candidatura do senador Aécio Neves à presidência da república. Aí é que se percebe o cinismo e discursos teatrais desse candidato. Ele afirma em seus programas de propaganda eleitoral e nos falsos debates com outros candidatos que o PT aparelhou a Petrobras e as estatais.

Nada mais hipócrita e mentirosa do que essa afirmação. Claro, com essa crítica não acoberto erros e equívocos nos programas de governo e nos contratos que faz com empresas privadas nacionais e multinacionais. Critico, isto sim, é acusação aeciana de aparelhamento, como se não fosse exatamente isso o que seu grupo faz por todo o País no uso do Estado para suas negociatas e para o mercado corrupto e elitista, esbanjadamente injusto e excludente. Pois foi o aparelhamento do Estado que essa gente fez o tempo inteiro quando FHC (dês)governou o Brasil, entregando-o como aparelho dos mais nefastos interesses antinacionais e antissociais. Ele mesmo, o senador Aécio Neves, construiu areoportos para familiares seus em Minas Gerais e praticou outras manobras para beneficiar membros de seu grupo, como muito bem denunciou a gaúcha e candidata Luciana Genro. 

O cinismo de Aécio, aliás, muito marcante nele que fala sempre com a mesma cara sobre todos os assuntos, mostrando insensibilidade e frieza consciencial na lida com a política, que é coisa emocionante e de interesse de todo o povo, na verdade. O candidato da direita tem o objetivo de esconder a verdade autoritária da forma de agir de sua linha política.

Em conversa com pessoas amigas aí em sua cidade, que votam em candidatos nacionalistas, trabalhistas e populares, soubemos que os defensores da candidatura aecista e do encaichoeirado Marconi Perillo aqui de Goiás, que elas são constrangidas a se manter caladas e que são tacitamente proibidas de colar adesivos de seus candidatos em vidraças de suas residências e em seus carros porque são ameaçadas de apedrejamento, de incêndios de suas casas e de destruição de seus automóveis. Isso não é aparelhamento do Estado, de modo terrorista e antidemocrático? 

Em reunião hoje pela manhã me informaram que os secretários de Estado, sob o governador mais suspeito de corrupção de toda a história, conforme denúncias graves colhidas pela polícia Federal, pela CPMI do Cachoeira e pela Comissão dos Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Goiás, ligam via telefone para os chefes de departamento constrangendo funcionários concursados e contratados a fazer propaganda. Quando estes se negam ou fazem corpo mole são perseguidos e obrigados a se demitir ou a buscar transferência de departamento. Não será isso usar o Estado como aparelho do jogo de interesse, do interesse mais mesquinho e reacionário possível?

E assim acontece em empresas e instituições privadas, onde as humilhações e constrangimentos geram sofrimentos, doenças emocionais e demissões.  Há chefes, coordenadores e executivos modelo “puxa saco” e inanimados subservientes dos patrões de direita que perseguem com fofocas e prejuízos quem pensa o contrário dos donos neoliberais e conservadores, marcadamente de traços comportamentais fundamentalistas e homofóbicos. Algumas pessoas sérias, inteligentes e competentes são “escolhidas” como bodes expiatórios para o descarrego do ódio de chefes e sócios conservadores, que os persegue estreitando seus espaços e possibilidades de ventilação crítica e reflexiva.

 Claro, aí não é aparelhamento do Estado, diria o cambaleante Aécio Neves. Nas empresas cada dono ou sociedade faz o que querem, é o que dizem. Contudo, isso é falacioso e mentira deslavada. O Estado e as empresas, reguladas por aquele, existem para servir a sociedade e não a mesquinharia e a estupidez de alguns. 

Portanto, o senador Aécio Neves é mentiroso, cínico e hipócrita, aliás, como todos os neoliberais e direitistas. Além, é bom que lembremos, de enorme ignorância da história a respeito dos engodos e opressões da classe dominante minoritária, que sempre aparelhou o Estado e todos os seus serviços para manter a classe hegemonizada esmagada, quieta e ainda agradecida pelos males que aquela lhe faz. A classe dominante e seus capitães se alojam no Estado e nas empresas privadas para a tudo usar a favor da corrupção, dos golpes e do ardente desejo de se manter no poder, bem utilizar todas as manipulações pela educação, pela religião, pela arte, pela mídia, pela família, por tudo como leque infinito, objetivando pisar nos direitos e consciências do povo. 

Abraços críticos e fraternos na luta pela justiça e pela paz.
Dom Orvandil: bispo cabano, farrapo e republicano, no direito de ajudar a quebrar o bloco histórico dominante.





As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato