Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

sábado

O antro do jornalismo atrasado e perverso recebe resposta à altura do Governo Dilma



Amigo Marco Aurélio

Falei-te ontem sobre o clima que ameaça o ambiente democrático no Brasil. A direita se junta a grupos conservadores e oportunistas de igrejas, como acontece em São Paulo com o nefasto Padre Marcelo Rossi (e seu bispo Dom Fernando Figueiredo) e os pastores evangélicos de direita (do tipo do fanfarrão e narcisista Silas Malafaia), que se aboletam no poder para arrancar vantagens para suas denominações. José Serra, mentiroso nacionalmente reconhecido, é capaz de realizar espetáculos de palhaçadas baratas, se preciso for, para evitar mais uma derrota sua e da direita, vai a missas e cultos, chora e finge amor sem fim à sua mãe falecida. Todos sabem que direitistas do modelo lacerdista tucano são capazes de matar a mãe e a reassassinarem várias vezes para emocionar eleitores. 


Pois é, agora vem a revista Veja, articulada com a Globo, as outras revistolas Época e Isto É e, certamente, muitos noticiosos lacaios de Tvs e de rádios citarão as “denúncias” da carcomida da Editora Abril, com o objetivo de destruir o legado do povo brasileiro em favor do desenvolvimento anti imperialista, muito representado por Lula e Dilma. 


Aqui, Marco, reiteradamente enfrento a diabólica aliança entre religiosos com a direita brasileira.  Esse triste fenômeno não é novo e já trouxe catastróficas tragédias para o Brasil. Em 1964 a famosa “Marcha com Deus pela liberdade” visava retirar o Brasil do rumo da conquista da justiça e da igualdade para todos e do mote mobilizador “O povo que reza unido permanece unido” contribuíram com o golpe de Estado, que jogou o Brasil nas sombras da ditadura e à mais de uma geração de atraso.  Sua “colaboração” satânica conseguiu impedir que o povo trabalhador e o desenvolvimento nacional conseguissem libertar o Brasil do imperialismo. 



Agora esse projeto diabólico retorna com as piores ações. Mentem como mentiram em 1964. Depois do golpe foram covardes ao ponto de dedar pessoas de suas próprias igrejas e outros até colaborar com as prisões e torturas. Agora, como acontece em São Paulo, sem a menor cerimônia, chamam José Serra e Celso Russomano para seus cultos e missas. Lá impõem as mãos sobre eles e pedem a Deus que os abençoe, depois de, nos bastidores e sacristias, pedirem dinheiro, rádios e TVs para os endemoniados candidatos. Não nos enganemos, Marco Aurélio. Essa gente é capaz de pedir golpes contra a democracia, de ajudar a prender patriotas e de colaborar com as torturas.



Pois bem, a “Revista” Veja, no comprimento de sua missão de direita, mesmo que minta, articule com o diabo chefe e com o inferno, dá material para as castas putrefatas alojadas em toda a parte, inclusive, principalmente nas igrejas e demais religiões. Aqui Giânia essa borrasca se junta em torno de Jovair Arantes, de Elias Júnior e de Simeyzon, este apoiado por Roberto Caiado, reconhecido proprietário rural e escravocrata e pelo confuso Vanderlan Cardoso. Essa pastorada daqui tem os mesmos objetivos almejados  em São Paulo. E são tão perniciosos à democracia aqui quanto em todo o Brasil.

Sugiro-te que leias a concisa mas significativa reflexão do Brasil 247 que transcrevo aqui abaixo.

Abraços críticos e fraternos.





O recado do Governo Federal foi dado a Civita, dono da Abril



Do Brasil 247

Dilma cancela ida e Mantega se retira de evento da Editora Abril

Dilma cancela ida e Mantega se retira de evento da Editora Abril

PRESIDENTE CANCELA, À ÚLTIMA HORA, ALMOÇO COM ROBERTO CIVITA; MINISTRO DA FAZENDA SE RETIRA, SEM PRÉVIO AVISO, DE MESA DE DEBATES COM O DONO DO GRUPO ABRIL: REPRESÁLIAS CONTRA CAPA DA REVISTA VEJA "OS SEGREDOS DE VALÉRIO"

 

Marco Damiani _247 - O constrangimento foi geral, a ponto de o presidente do Grupo Abril, Roberto Civita, no melhor estilo dos jogadores de futebol que reprovam o técnico ao serem preteridos, sair do salão de eventos do hotel Unique, em São Paulo, na sexta-feira 15, meneando a cabeça. Pela manhã, por volta das 10h00, sob a elegante justificativa de não ter um membro de sua família para acompanhá-la, a presidente Dilma Rousseff cancelou compromisso pré-agendado com Civita para o almoço. Pouco mais tarde, durante o evento Maiores e Melhores, da revista Exame do mesmo Civita, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, levatou-se sem prévio aviso da mesa de debates da qual participava, ao lado do prêmio Nobel de Economia Paul Krugman e, outra vez, do próprio Civita, para se retirar em definitivo do recinto, diante de dezenas de empresários.

Os dois gestos foram imediatamente compreendidos como um protesto do governo pela matéria de capa da revista Veja Os Segredos de Valério, que iria circular no dia seguinte (este sábado 15). A informação do conteúdo em tudo agressivo contra o ex-presidente Lula e o PT circulou para o governo, que, com a batida em retirada, deu o tom de como serão, doravante, as relações institucionais com o Grupo Abril de Civita.



As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato