Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

sexta-feira

Joaquim Barbosa, um caminhante errôneo e vítima do ódio burguês







Amigo Jônatas, querido estudante de direito


És interessado e inquieto estudante de direito. Cada vez que conversamos percebo que tuas preocupações ultrapassam ricamente a noção de que o direito tem caminhos próprios.  Corretamente entendes que a justiça não independe da sociedade e de suas profundas contradições geradoras de outras injustiças, que invadem todos os quadrantes das relações humanas. 


Sabes também que este humilde blog é uma trincheira de luta contra as injustiças. Mas não é somente isso. Berrar contra as injustiças seria encostar-se num muro e, no máximo, bater com a cabeça na muralha das lamentações e nada mais, sem maiores consequências. Não, este blog é ponte entre vidas que lutam nos sindicatos, nos parlamentos, nas ruas, nos campos, nos partidos, nas pastorais populares, nas associações de defesa dos direitos humanos e agora, desde há pouco mais de um ano, este blog é embrião de uma grande obra de luta pela justiça e pela paz, que é a Ibrapaz (www.ibrapaz.com.br).


Portanto, voltamos aqui ao caso lamentável que representa Joaquim Barbosa. Em artigo de grande repercussão nacional e internacional (lembra aqui) escrevi que o atual presidente (com “p” minúsculo) do STF perdeu a grande oportunidade de se deixar levar por suas raízes negras e pobres para servir a causa dos pobres e injustiçados. Como um pássaro que obedece a lei natural ao voar Joaquim deveria, necessariamente, servir aos injustiçados. Ele sabe disso. Quando procurou Frei Betto para apresentar-se como candidato à vaga de Ministro do Supremo Tribunal Federal, que o ex Presidente Lula desejava preencher com um negro, Joaquim Barbosa certamente sabia que a expectativa era de um negro comprometido com os negros e com os pobres, principalmente cm as vítimas do capitalismo. Ao optar pela terrível subserviência os interesses dos poderosos e de seus seletivos holofotes, Joaquim Barbosa traiu o conteúdo original da intenção de Lula de tê-lo no lugar onde os sem voz pudessem contar com alguém que por eles falassem. 



Nosso País precisa avançar nas transformações, sobretudo no campo dos direitos humanos, portanto no enfrentamento da justiça social. Imaginaste Jônatas se Joaquim Barbosa se inclinasse ao povo, aos pobres, aos negros, aos indígenas, aos milhares de presos trancafiados no submundo das prisões desumanas, muitos inocentes e outros com suas penas vencidas e cumpridas há muito tempo? Mas não, Joaquim Barbosa optou pelo lado dos que promovem e praticam injustiças, a sombra perversa da casa grande. Já pensaste se Joaquim Barbosa ganhasse a luminosidade dos holofotes por se juntar aos desgraçados pisados pelos donos da casa grande, quanta dignidade seria o seu prestígio e o quanto o povo o amaria? Mas não, Joaquim Barbosa gosta de aparecer diante das câmeras de Tvs e nas páginas que vertem sangue dos jornalões e das revistas dos golpistas de sempre! Que pena, quem perde é ele e a justiça!
 


Desgraçadamente Joaquim Barbosa, cogitado pelos golpistas e neoliberais de plantão como candidato desviante à Presidente da República, isola-se cada vez mais patinando no lodo do ódio que o derrete a partir de seu próprio fígado.


Joaquim Barbosa apenas odeia sem razão e sem consciência. Joaquim Barbosa move-se pelo ódio que vomita injustiças contra os que condena sem provas e depois de condenados pratica ilegalidades nojentas contra eles. Joaquim Barbosa vive do ódio que usa quaisquer lixos para perseguir e tentar desgastar autoridades de quem ele não gosta.

O prestigiado jornalista Fernando Brito consegue concatenar uma relação de derrapadas que o infortunado e vergonhoso Joaquim Barbosa consegue dar até ao porão fétido onde sumirá como praticante desvairado do ódio e do desrespeito ao próximo. Clica aqui para ler o fabuloso artigo de Fernando Brito intitulado “O fim inglório de Joaquim Barbosa”.




Abraços críticos e fraternos na luta pela justiça e pela paz.

Dom Orvandil: bispo cabano, farrapo e republicano, em todas as situações.



As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato