Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

segunda-feira

Solidarizo-me com a deputada Manuela D’Ávila e agradeço por suas lições




Querida Deputada Manuela D’Ávila
 
Conheço-a desde que a amiga emergiu como líder no movimento estudantil e da seriedade de seu engajamento na luta pelas transformações sociais.

Admiro-a por levantar-se para a luta ainda na adolescência e por manter-se nesse processo agora como mulher adulta. Importante, mantém-se na caminhada árdua da construção da justiça social com a imensa dignidade com que a amiga sempre se orientou. 

Conheço-a pessoalmente, por isso sei do que penso e escrevo aqui. Estive algumas vezes em encontros com a amiga. O último foi em Caxias do Sul quando fui cheio de carinho à conferência municipal de seu partido para saudar da tribuna aquele evento, pois sua agremiação é histórica e fundamental na edificação da convivência justa entre @s irm@s brasileir@s. Apesar de eu ser contraditoriamente maltratado pelas direções municipal, estadual e nacional de seu partido, envoltas em preconceitos e reducionismo políticos, a amiga foi generosa comigo e me deu atenção e respeito. Aqui declaro que continuo com a mesma admiração e carinho com seu partido quanto antes, sem relevar os maus tratos que sofri em julho de 2009 no recinto da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul. 

Li com atenção o seu artigo sobre o assalto de que foi vítima em nossa capital gaúcha. Sem dúvidas, estarreci-me muito mais com as barbaridades denunciadas com referência ao vazamento do registro do BO que a amiga fez, promovendo sustos e pânicos desnecessários em seus familiares, com a falta de respeito (os neoliberais chamam isso de mau profissionalismo) de jornalistas que lhe ligaram pela madrugada e pelos horrores manifestos nos comentários plenos de ódio, de ignorância bestial e de desprezo fascista aos que e às que lutam pelos direitos humanos.

Com o advento das redes sociais percebi muito mais do que antes o quanto ignorância de irm@os brasileir@os  se expressa de maneira virulenta e desrespeitosa. A falta de humildade dos analfabetos em política não lhes permite se quer perceber que todos nós somos cidadãos e somos seres políticos. Eles, os analfabetos políticos, a cavalo do ódio estreito e conservador, acusam parlamentares e executivos dos poderes públicos de uma série de barbaridades sob a pecha de os políticos, sufocando no mesmo saco de sua ignorância a tod@s, @s corrupt@s e os Just@s. 

Outra coisa inacreditável que acontece entre irm@s brasileir@s é a falta de respeito básico na lida com as ideias diferentes das suas. Suas atitudes marcam-se pela desumanidade, que a amiga Deputada descreve muito bem em seu artigo. Essa falta de respeito é estonteante e assustadora, muita mais marginal do que o banditismo de assaltantes drogados por produtos químicos. 

É triste isso, amiga Deputada Manuela. Vejo o comportamento verborrágico do ódio em jornalistas, que deveriam trabalhar em favor das informações e na construção de opinião pública justas. Vejo tal conduta funcionando também contraditoriamente em ditos intelectuais, que através de espaços na mídia tradicional, golpista e conservadora fomentam e banalizam o ódio no povo brasileiro. Todos os dias a realidade os desmente, mas todos os dias eles refazem as mentiras, sempre babando de ódio, o que lhes ofusca os argumentos. 

Creia-me, Deputada Manuela, o que amiga relata das ofensas que recebeu já na madrugada em que foi assaltada por marginais me machuca profundamente. A amiga não merece isso. Ainda bem que sua disposição de luta não se fragiliza com as barbaridades ofensivas por parte dos inimigos do povo, da democracia e do desenvolvimento. 

Que bom, Deputada. Sua atitude analítica e política é fortemente inspiração para o  amor e a fraternidade na luta.

Recebo comovido as suas palavras. Hoje mesmo reagi ao papel triste que um bispo, meu colega, pessoa que estimo, comportando-se da mesma maneira que os jornalistas que a entrevistaram desrespeitosamente e que os que escreveram comentários violentos e ignorantes, cheios de mentiras e distorções de verdades primárias, que de que a amiga foi vítima. 

Receba minha solidariedade e meu respeito em face do assalto de que foi vítima diante das barbaridades ignorantes dos comentários ofensivos e de ódio de que foi alvo. 

Mas aceite minha admiração pelo exemplo que a amiga é como pessoa, como mulher e como militante que não se acovarda, mas que incide sempre e insistentemente na luta com e pelo nosso povo.

Abraços críticos e fraternos na luta pela justiça e pela paz.
Dom Orvandil: bispo cabano, farrapo e republicano. 

As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato