Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

segunda-feira

A solução está na prática

Na perigrinação que faço pelas inúmeras igrejas, com o objetivo de conhecer pastores/as, padres e bispos, noto muito discurso apocalíptico, carismático, anunciando o fim do mundo e certo sádico apelo para que tod@s se convertam a Jesus, para terem lugar em sua nave em direção ao paraíso eterno, enquanto a maioria se lascará num mundo em destruição. Interessante são os sorrisos nos lábios de pregadores ao predizerem que muita gente se perderá enquanto "nós e nossa igreja" subiremos com Jesus. Mais interessante ainda é o público que se soma à credibilidade dessas pregações e liturgias marcademente "espirituais". São empresári@s executivos, jovens e mulheres bem vestidas. Percebo isso, inclusive, nos carros estacionados em torno das igrejas. Há forte apelo às pessoas com problemas financeiros, para que se cheguem a Jesus que lhes solucionará esses probleas e lhes dará sucesso. Não há nenhuma referência ou alusão às reais causas neoliberais e da dependência econômica do Brasil, e quem são os responsáveis por esses problemas. E, em cima disso, as igrejas fazem fortes apelos às contribuições financieras extras, para cobrir os rombos de suas máquinas empresariais. Afinal, as igrejas são empresas e assim são registradas na Receita Federal e dela recebem CNPJ.

Na verdade, essa minha observação não é propriamente uma crítica. O que espanta é o afastamento do verdadeiros Jesus de Nazaré. Sua proposta de amor ao próximo se perdeu enormemente nos descaminhos neoliberais. O que se valoriza hoje é um intimismo espiritual fortemente escapista, sem nenhuma referência prática à realidade. Nenhuma alusão às causas das crises e nenhuma ação prática. Até mesmo o ecumenismo entrou em colápso, enfatizando muito mais a fachada do que a realidade. Os frágeis atos ecumênicos de hoje negam a origem radical do ecumenismo em seu nascedoro, das décadas de 50-80.

Mas as esperanças rebrotam. E vêm d@s trabalhadores/as, do povo, das mulheres e dos excluídos. Percebo que aí nasce nova e mais genuína espiritualidade. A esperitualiade cunhada na luta real, concreta e prática. Aí, inclusive, soergue-se novo ecumenismo, à margem dos organismos ecumênicos. As pessoas que frequentam igrejas cristãs e outras religioões se encontram e comungam em torno da luta por um novo mundo possível. É assim que encontro pastores, padres, religiões afro-brasileiras, islamitas, judeus etc, no movimento Hip Hop, no movimento de mulheres, no moviemnto negro, nos sindicatos, nos partidos de esquerda. Aí ninguém briga com ninguém por causa de igreja, de religião ou por causa do crescimento de estatística. Penso que nasce novo modelo de ecumenismo e de macro-ecumenismo, à margem das igrejas e de seus preconceitos. Nesse contexto se fala abertamente de soluções à grande crise econômica, financeira e política que se abate profundamente sobre o mundo. Porque o verdadeiro caminho é a prática, a praxis. Esta ilumina o pensamento e a comunhão em torno da busca das soluções. Por isso recomendo, humildemente, que meus/minhas leitores/as leiam abaixo os dois editoriais e percebam o grande movimento social e política e sua legítima fonte para resolver o problema com propostas concretas. Espero que comentem e critiquem.

Abraços.

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato