Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

segunda-feira

Aberração: evangélicos e católicos anticristos






Querido amigo Hiram Greco

Nossa conversa sobre o comprometimento social na luta pelas transformações por parte dos cristãos engajados me deixou muito feliz, meu amigo Hiram.

Por falar nisso, não vejo caminho a seguir para os cristãos católicos e evangélicos que não o de se envolver concretamente na luta contra as injustiças dos que as promovem por defenderem os interesses mesquinhos dominantes.

Sempre cri que o cristianismo igrejeiro que promove imaturidade e alienação, fazendo com que os cristãos vivam toda a existência de modo imaturo como criancinhas no colo do pai, puxadas por suas mãos nas travessias dos perigos, sem radicalidade na construção de um mundo justo, não tem nenhuma relação com o que Jesus viveu e ensinou. Tal postura leva ao obscurantismo e agacha as pessoas tornando-as presas fáceis dos lobos exploradores de dízimos. 

Nas paróquias por onde passei sempre resisti àquelas orações de súplica pedindo proteção que enfraquecem as pessoas em face da vida exigente de luta e enfrentamento corajoso. Sempre entendi que a missa e o culto não devem ser lavagem cerebral para acalmar ovelhinhas para serem devorados de segunda a sábado pelo capitalismo predatório. Ensinei que a Santa Eucaristia não é remédio para feridas de fracos, mas alimento dos fortes que, mesmo feridos lutam até tombarem, seja nas gramas macias ou nos penhascos pedregosos, nos combates do bem. O Cristo eucarístico é o mesmo das terras amassadas pelo império que pisa nos humildes, que arranca tudo o que eles têm e não têm para concentrar riquezas e prazeres nas mãos dos exploradores. 

Porém, como disseste, meu amigo Hiram, o “cristianismo” que vês por aí é o do exploradores, dos alienados e dos direitistas que usam o nome de Jesus para mentir, deturpar e colaborar com o maldito “status quo”.

Impressiono-me com cristãos que apoiam a direita, esta eivada de sujeira e seus ideólogos e militantes de mãos sujas de sangue dos explorados. Pior, cristãos que enchem a boca falando em Jesus, mas que adoram a besta fera imperialista e têm os Estados Unidos como modelo de reino dos céus.

O que esses ditos cristãos, católicos e evangélicos, não dizem, alguns por ignorância e inconsciência, outros por má fé mesmo, é que eles falam com a boca e não dizem que seus corações são postos mesmo nas vantagens financeiras altamente lucrativas de seus compromissos, mesmo que tais redundem em enormes e gritantes injustiças contra o próximo.  

Seus cultos e missas são shows teatrais e de exercícios físicos vocais de onde saem aliviados, alienados e egoístas para suas casas sem nada pensar, dizer e fazer para mudar as estruturas injustas condenadas por Jesus. Seus atos religiosos são alívios nada melhores que qualquer personal trainer não faça melhor. As pregações são invólucros mentirosos que pintam um Jesus fantasmagórico, que eles trazem do céu sem nenhuma história nem encarnação em circunstâncias tão dramáticas como as da Palestina na qual viveu Jesus de Nazaré, onde o império romano em colaboração com judeus fundamentalistas o crucificou. Esses tais cristãos analfabetos biblicamente negam o que o texto confessa ao dizer: “Porque muitos sedutores, que não reconhecem Jesus como Messias encarnado, espalham-se pelo mundo. Eles são o Sedutor, o anticristo” (II João, 7). Como anticristos rebaixam a história de Jesus e da humanidade, espiritualizando-O hereticamente ao ponto de banalizar as dores, sofrimentos e injustiças a que são jogados pelos poderosos a quem os ditos cristãos servem. 

Nesses últimos dias vemos através de órgãos de comunicação que mais de 80 evangélicos se dirigiram ao Itamaraty para protestar contra a posição de nosso governo em relação ao ódio de Israel que pratica chacina contra os palestinos de Gaza. Nesse protesto dos ditos evangélicos percebe-se dois lados da moeda internacional: de um lado um Israel sionista, assassino e criminoso de guerra apoiado pelos Estados Unidos, numa política de degradação humana no Oriente Médio; de outro, movimentos sérios em todo o mundo, que denunciam a barbárie praticada pelo governo sionista, contando, inclusive, admiravelmente, estes protestos, com o apoio de rabinos, militares e patriotas judeus sensibilizados com o sofrimento dos irmãos palestinos. 

Mas por que tais evangélicos, inclusive com alguns raivosos brasileiros, com rostos, palavras e olhos faiscantes de ódio, apoiam o derramamento de sangue de crianças, mulheres, idosos, doentes e inocentes em Gaza? Por dinheiro, por muito dinheiro nos negócios feitos com aquele governo assassino. O governo israelita gosta das viagens turísticas que os tais cristãos fazem à chamada terra santa, pelos caminhos do Senhor, pois lá deixam nos cofres daquele poder racista bilhões de dólares anuais, dos quais as agências de pastores e padres retiram percentagens gordas para seus abençoados bolsos na exploração comercial de visitas feitas pelos santos e pelas santas pessoas de Deus. Muitos shows gospel são feitos e muitos negócios realizados na terra do Jesus feito fetiche dos grandes lucros. 

Para tais cristãos não importam os bombardeios israelita-americanos, que matam pessoas inocentes e destroem a dignidade dos que anseiam e têm fome de justiça. O que não podem é perder suas poderosas fontes de lucros. 

Porcaria de cristianismo, tão assassino e sanguinário quanto o sionismo que apoia! 

Abraços críticos e fraternos na luta pela justiça e pela paz.
Dom Orvandil: bispo cabano, farrapo e republicano, em apoio aos palestinos contra o sionismo.




Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato