Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

domingo

Cada voto tem o sabor da revolução





Prezado amigo Nathan

Nesse domingo boa parte de nosso povo, quase 40 milhões de brasileiros/as, viverá a fantástica experiência de votar no segundo turno para prefeito/a. 


Sei que em muitas cidades interioranas brasileiras as pessoas não consideram nenhum grande embate político o fato de partidos dos campos da direita e da esquerda se enfrentarem através de candidatos/os bem postos nas pesquisas eleitorais. Há o caso de um candidato a prefeito aqui no interior de Goiás que concorreu por um dos piores e mal comprometidos partidos, o PSDB, mas ele mesmo, o candidato,  é de esquerda. Concorreu pela agremiação da “privataria” porque não teve tempo hábil de se filiar em um partido de esquerda. 

Esse não é o caso de capitais como Manaus, Belém, Salvador e, principalmente, São Paulo. Nesses casos não se trata apenas de disputa entre esse ou aquele candidato. O que se joga é a luta entre dois projetos. Em Manaus, Salvador e São Paulo digladiam-se dois projetos: um é conservador, privilegiante dos ricos e minorias que buscam fôlego para articular-se objetivando retornar ao poder político central. Em São Paulo o enfrentamento não é redutivo às candidaturas de José Serra e de Fernando Haddad. São dois projetos fundamentais que brigam. O primeiro é o responsável pelo desemprego, pela miséria, pela falência da segurança, da saúde, da habitação, da educação, pela entrega de nossas riquezas à ganância dos poderosos nacionais e internacionais. José Serra é a representação das ideias atrasadas e conservadoras. O debate político é esclarecedor nesse sentido. A mídia o defende porque Serra sempre engordou suas burras com o dinheiro público, com os recursos dos trabalhadores e da produção. Aliás, como aqui em Goiás, os governantes conservadores governam pela mídia, pelos meios de comunicação e pelas ameaças contra o povo e seus lutadores. Os donos da mídia os brindam em busca de privilégios e de riquezas usando os recursos do povo, pagos através de pesados impostos. 

Do outro lado polariza Fernando Haddad, sintetizador da luta que precisa tomar conta de todo o Brasil e avançar. A luta não é fácil nem rápida. Mas a prefeitura de São Paulo é essencial como patamar de reforço dos avanços que precisamos fazer. É necessário que o povo de São Paulo vote em Haddad e se mantenha vigilante para que ele não caia nas tentações aduladoras e sedutoras da mídia manipuladora e da “elite” conservadora, que farão de tudo para abocanhar o prefeito e utilizá-lo para seus interesses mesquinhos. Não esqueçamos de que essa mídia tenta manipular o próprio Supremo Tribunal Federal como máquina de propaganda, por um lado, e, por outro, o de caluniar e difamar as lideranças do povo. Suas páginas e vídeos são tingidos de cores sujas e de sangue. O povo na rua e nas urnas pode e deve derrotar os que não querem justiça social nem qualidade de vida para a maioria de nosso povo, incluindo negros, indígenas, nordestinos, pobres e trabalhadores. 

Dizer que não gosta de política não resolve o problema, de modo algum. Cada voto tem o sabor da revolução. É preciso arrancá-lo das mãos conservadoras e aquecê-lo com o calor do amor social e revolucionário.

Boa eleição hoje para quem luta por dias mais justos para o Brasil.
Abraços críticos e fraternos.


As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato