Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

quinta-feira

O Prefeito de Goiânia busca reeleição com graves injustiças na saúde



 


Caro Prefeito Paulo Garcia

Exporei aqui, Dr. Paulo, um grave problema de atentado aos direitos humanos, que se relaciona com sua administração como Prefeito. Porém, esclareço que não farei a denúncia trilhando o caminho da direita, mas o dos interesses do povo. O depoimento sobre este fato, talvez até se some a outros muito graves, não tem o objetivo de alimentar a campanha direitista de Jovair Arantes, seu opositor. Sabe-se que esse cidadão é candidato de Marconi Perillo. Este é tão desgastado por suas ligações com Carlos Cachoeira que Jovair teme falar em seu nome pelo risco de perder ainda mais votos. Mas o tucanato que inferniza Goiás e todos os lugares onde governa pela dilapidação dos bens do povo e pelos escândalos que provoca, desgastando o poder público, busca o Paço Municipal de Goiânia e rebentar com o que o povo daqui já conquistou a duras penas. É evidente que a turma de Marconi Perillo arde em desejos de se apossar da Prefeitura de Goiânia, visando ancorar seu governador ameaçado de impeachment por suas relações espúrias e não esclarecidas com o contraventor de Anápolis e também para tentar ampliar sua base de apoio eleitoral para reeleger-se em 2004, Deus nos livre!  Não é com a intenção de dar material para a direitona agregada aqui em Goiânia entorno do malfadado número 14 que farei a denúncia abaixo. Claro, não posso aguardar o fim da campanha eleitoral de 2012 para fazer o que farei. Seria oportunismo e alienação de minha parte se agisse assim.

Ocorre Prefeito que uma pessoa, a pedido de um médico do Centro de Saúde de Criméia Leste, depois de sentiu-se muito mal e tentar agendar consulta pelo famoso número 0800 do Teleconsulta finalmente conseguiu, foi atendida de forma desumana, deselegante e grosseira ao ser recepcionada por funcionária absolutamente ríspida  que a encaminhou a um médico (por enquanto preservarei seu nome) que se quer olhou o rosto da pessoa e limitou-se a pedir que ela lhe respondesse algumas questões apenas com os advérbios “sim” e “não”. Ao terminar a “consulta” solicitou exames e pediu à pessoa que fizesse exames costumeiros, que o Centro enviou para vários outros postos, fazendo a pessoa deslocar-se por imensas distâncias, num tremendo desgaste do já debilitando físico. O médico ainda disse para a pessoa, sem nenhuma outra explicação: “quando os exames ficarem prontos traz para eu ver”. Esta retirou-se pensando que bastava elaborar os exames clínicos para retornar ao médico. Assim fez. Quando chegou ao Centro de Saúde no retorno a anti social funcionária informou-lhe que precisava remarcar consulta pelo Teleconsulta. Meu Deus, a pessoa saiu dali extremamente decepcionada com a falta de respeito e de correção nos encaminhamentos. A partir de um telefone público ligou para o Teleconsulta. Mais decepção: a moça informou que seus dados não constavam no sistema, que ela nunca consultara em Posto de Saúde da Prefeitura, negando todo o processo iniciado, causando dores de parto de porco espinho em quem só poderia acessar um médico do sistema público após o processo negado pela telefonista. Depois de diálogo em que a pessoa atendida, com respeito com quem estava de outro lado da linha, sou testemunha disso, é que a moça, depois de dizer que a pessoa não consultara no tal posto, encaminhou-a a consultar em outro Centro de Saúde com outro médico, mais de uma semana após feitos os exames. 

Prefeito Paulo, as questões que se colocam são: 1) por que maltratar tanto as pessoas que buscam o atendimento público de saúde? Isso implica em preconceitos com a população trabalhadora? 2)Por que tanta contradição entre essa realidade cruel e antipática e o que o senhor proclama de seus programas para sua reeleição como Prefeito de Goiânia em 2012? Eu disse aqui em casa que sua propaganda eleitoral mostra um sistema municipal perfeito de saúde. Seria muito bom a qualquer cidadão consultar e examinar-se no sistema de saúde de suas propagandas eleitorais. Porém, ele não tem nenhuma relação com o que acabei de denunciar agora e por essa denúncia respondo em qualquer lugar do mundo.  

Reitero, caro Prefeito Paulo, não permitirei o uso mal intencionado dessa denúncia pela direita, pelo grupo de Marconi nem pela propaganda  “angelical” e adocicada de Simeyzon, que tem o apoio de Ronaldo Caiado e Vanderlan Cardoso. 

Esse caso necessita de resposta e, acima de tudo, de respeito. Funcionários/as e médicos/as dos atendimentos públicos têm que ser chamados a imprimir respeito às pessoas atendidas, pois estas são trabalhadoras que trabalham para gerar riquezas para todos.

Abraços críticos e fraternos.

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato