Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

terça-feira

EU TAMBÉM CHOREI, RONALDO



Querido irmão Ronaldo

Assisti pelas TVs tua despedida. Assisti com tristeza e com gratidão.  Chorei com teu choro. Chorei muito. No teu choro revivi o choro de milhões de brasileiros que choraram contigo. Tu, ali nas TVs  e milhões completamente anônimos, mas que choramos contigo. Choramos por tua competência nos gramados brasileiros e mundiais. Quando chutavas as bolas em defesa do Brasil nossas almas subiam aos céus. Particularmente quando te via chutar contra os gols de países ricos e colonizadores sentia a vibração do justiceiro que lutava por mim. Fazias justiça com teus próprios pés. Por isso chorei contigo. Quando tua pele corria pelos campos dos brancos de olhos azuis europeus e estadunidenses eu vibrava orgulhoso pelo que fazias por nós brasileiros, como se fosses um guerrilheiro estilo Chê Guevara. Por isso chorei ontem. Quando teu joelho direito cedeu e quebrou caíste de dor e de tristeza, eu caí ao chão contigo e meu estômago doeu, meu coração parecia sangrar. Até hoje não agüento ver o vídeo que sempre retorna mostrando teu sofrimento. Naquela fratura relembrei de meu pai sangrando pelo nariz horas e horas após retornar das lides camponesas, à noite. Recordei de minha mãe tombando com um câncer uterino,  perdendo pedaços de órgãos internos, morrendo nos meus braços. Vieram-me à memória centenas de irmãos/ãs brasileiros/as  torturados e mortos na luta por liberdade no Brasil, manipulado por uma ditadura militar terrorista. Lembrei-me de uma estatística horrível enlameada pelo desemprego causado pelo neoliberalismo e o tal de mercado déspota e dominador, que jogou mais de 50 milhões na miséria no Brasil. Teu choro me fez lembrar de tantas derrotas que impregnam nossa história. 

Declaraste que sofres de hipotireoidismo, que te impede de perder peso para o desempenho excelente no futebol. Tua informação surpreendeu e calou fundo na consciência dos que te acusaram apaixonada e raivosamente de gordo e de não te interessares mais pelo futebol e pelo Corínthians. Ora, os que deram com a língua nos dentes falando mal de ti o fizeram sem conhecimento de causa e procuraram impiedosamente te prejudicar, sem gratidão por tudo  que fizeste pelo Brasil. Isso é muito triste, Ronaldo. W. Reich, num artigo contra Freud, chamou a fofoca de mal pestilento. O psicanalista Ângelo Gaiarça a chamou de conversa sem sentido e vazia de significados, a cavalo de falação inútil e alienada. É isso mesmo, os que falam mal dos outros sem conhecimento de causa jogam peste e bactérias destrutivas ao vento. Pior, há quem preste atenção em fofoqueiros e rançosos que nada fazem mas que se sempre se dispõem a destruir os outros. Sei bem o que é isso, meu irmão. Sofri muito por causa dessa praga. A fofoca pode destruir pessoas e incendiar sociedades.  Porém, foste elegante ao não mencionares os fofoqueiros, apenas lhes jogaste ao colo a bomba da culpa por falarem o que não sabem. Isso me fez chorar, também. Elegância e educação não dependem de grau escolar mas de sabedoria partilhada.

Despediste-te dos campos para continuares conosco como um lutador. Nisso me fazes lembrar de muitos brasileiros que não têm o mesmo privilégio. Multidões se aposentam para viver agruras com seus baixos salários,  sob o desprezo e o abandono dos próprios familiares. Que bom que teu exemplo estimulasse trabalhadores brasileiros e suas comunidades a valorizar os que se aposentam ricos em sabedoria, que muito bem poderia ser contada e valorizada pelas novas gerações. Ao mesmo tempo que tua aposentadoria se evidencia como privilégio e discrepância em relação a maioria dos trabalhadores, é uma denúncia ao estado de miserabilidade à qual muitos são jogados. 

Enfim, meu irmão, choraste, eu chorei e muitos choraram reconhecidos de teu valor e exemplo. Outros mordem a língua por sua maledicência diabólica. 

Muito obrigado, Ronaldo. Abraços.

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato