Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

sexta-feira

O risco do conservadorismo religioso no Brasil e nos EUA

Por Thomas de Toledo

Em 2010 ocorrem eleições nas maiores democracias americanas: Brasil e EUA. Em ambos há o risco de um retrocesso conservador, religioso e sectário. Isto depende do desfecho de suas eleições, mas o que ocorrer nesses países influencia todo continente.

A década de 2000 foi marcada na América por governos de mudanças. Pela primeira vez, tínhamos presidentes com a cara de sua população: Lula, um operário nordestino no Brasil; Morales, o primeiro presidente índio na Bolívia indígena; Chávez, um militar nacionalista que venceu o golpismo; Bachelet, a primeira mulher a presidir o Chile; e Obama, o primeiro presidente negro dos EUA. Todos esses governos, alguns mais radicais, outros menos, propunham uma nova agenda.

Nas eleições parlamentares estadunidense surgiu o grupo ultra-conservador de extrema-direita chamado Tea Party, que prega abstinência sexual, é contrário a métodos anti-conceptivos, pesquisas com células-tronco, defendem a redução do Estado (mesmo na maior crise desde 1929), e o aprofundamento da insana “Guerra ao Terror” contra os islâmicos, começada por Bush.

No Brasil, o candidato conservador José Serra reuniu na coligação o corrupto e oligarca DEMO, conta com o apoio da Tradição, Família e Propriedade (TFP), e a Opus Dei, que prega o auto-flagelo como forma de penitência. A pauta religiosa sectária em assuntos como aborto, passou à sua agenda política, e Serra aparece como “cristão novo”, fazendo o que nunca fez como beijar a cruz em Aparecida, e sua esposa acusa Dilma de ser a favor da morte de criancinhas!

Uma das conquistas da Revolução Francesa foi a separação de religião e Estado. Tanto no Brasil, quanto nos EUA, o debate deveria ser focado em projetos, não em pautas de grupos sectários que defendem o medo, a punição e culpa. O direito religioso é garantido em ambas as constituições, mas se houver uma guinada conservadora nestes países, corremos o risco de viver num continente de intolerância religiosa.
 
Fonte: Orkut

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato