Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

quinta-feira

Cultura popular sem preconceitos e sem racismo

Halloween x Dia do Saci: data estimula a valorização da cultura popular

 

Foto: ReproduçãoNo dia 31 de outubro comemora-se em vários países de língua inglesa, especialmente nos Estados Unidos, o Halloween (dia das bruxas). A festa se espalhou pelo mundo e hoje também é comemorada no Brasil. Contudo, para lembrar que nosso país também tem suas lendas e tradições culturais esta mesma data foi escolhida para se festejar o Dia do Saci. 

A instituição da data foi feita pelo Projeto de Lei 2479/2003, que explica que "a sua intenção é ensinar às crianças que o país também tem seus mitos, difundindo a tradição oral, a cultura popular e infantil, os mitos e as lendas brasileiras”. A lei passou a valer em 2005 e desde então se tenta estimular crianças e adultos a conhecer e valorizar as lendas e as criaturas míticas nacionais.

Este personagem do folclore brasileiro guarda os segredos das florestas, os conhecimentos das ervas, chás e medicamentos feitos de plantas. Conta a lenda que quem entrar na floresta para buscar estas ervas precisa pedir a permissão do saci-pererê, caso contrário será mais uma vítima de suas travessuras, que não passam de brincadeiras de um menino levado.

Não se sabe ao certo, mas o personagem provavelmente surgiu entre os povos indígenas do Sul do Brasil durante o período colonial. O primeiro registro sobre ele foi encontrado no século XVII. Quando surgiu, o saci era representado por um menino indígena de cor morena, com um rabo, conhecedor e defensor das florestas. Posteriormente, ao percorrer o país e ao chegar à região Norte o saci se transformou em um menino negro, com gorro vermelho na cabeça, cachimbo e com apenas uma perna, pois a outra havia sido perdida em uma disputa de capoeira. Ele é assim representado até hoje.

A principal característica deste personagem, que ganhou destaque em várias histórias do escritor Monteiro Lobato, é ser travesso. Ele é responsável por esconder objetos, assustar animais e distrair as donas de casa para deixar a comida queimar.

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato