Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

quinta-feira

Escolas abandonadas sob o governo do homem de gravata rosa




Querida Profª Anita

Nessa semana visitei várias escolas estaduais aqui em Goiânia. Impressionei-me com muita indignação com o abandono material e didático ao qual são jogadas as escolas. Embora o ânimo de professoras e professores, verdadeiras heroínas e heróis,  percebi a tristeza do ambiente em situação de petição. Falta de pintura, pisos arrancados, carteiras estragadas, lousas quebradas, portões caindo, sujeira acumulada nos pátios e outros sinais de extrema pobreza mostram a maneira cruel como esse governo de Goiás encara o ensino público, destinado aos pobres, filhos e filhas de trabalhadores. 

Para piorar minha tristeza, ao buscar na internet uma imagem que retratasse a realidade que vi, deparei-me com a desoladora situação de desistência do Estado de Goiás com a educação de nossas crianças, adolescentes e jovens. Aqui entre parênteses há o link ( G1)de  uma matéria que arrola a grave situação de pauperismos escolares nas maiores cidades deste estado. 

A precariedade das escolas, sem falar nas péssimas condições salariais de professores/as e funcionários/as escolares, contrasta gravemente com a enorme propaganda pela mídia que esse governo daqui faz. As escolas, os professores, crianças, adolescentes e jovens das mensagens de governo não têm nenhuma relação objetiva com a realidade cotidiana do ensino em Goiás. Pelo contrário, na propaganda, professores, crianças, adolescentes e jovens são sorridentes e felizes. Dá uma vontade enorme de conhecer e trabalhar nessas fantasias do governador de gravata rosa ou o homem de camisa azul, como dizia José Netho, candidato a Prefeito de Goiânia. Porém, repito, são cenários irreais, fruto de quem governa pela mídia e seus enormes gastos do marketing. 

Como elevar-se o nível de consciência de cidadania de uma juventude que não recebe investimentos para educar-se? Como esperar qualificação política, teórica e profissional para a construção de uma sociedade justa se o governo não investe em educação? É aqui que se vislumbra o mal que faz ao povo um governo comprometido com uma elite atrasada e egoísta, sem nenhum compromisso com o desenvolvimento educacional e econômico da maioria da população. Os escombros da educação são testemunhos do projeto falido neoliberal, que Marconi Perrilo, o governador investigado daqui, que, se pudesse, privatizaria até o oxigênio que respiramos.  No momento em que a discussão a partir da aprovação do investimento de 10% do PIB em educação o governo de Goiás joga a educação no lixo. 

Que dor, minha amiga Profª Anita eu sinto ao saber que Cuba, o regime mais justo de nosso Continente, o governo investe 9,3 do PIB em educação, colhendo índice zero em analfabetismo e a melhor saúde do mundo, em Goiás o governo nada faz por ela. A própria UNESCO reconhece que Cuba encontra-se em nível superior de desenvolvimento educacional aos Estados Unidos. Enquanto esse marca o lugar 25 entre os países que mais investem em educação Cuba está em 16º. 

Vive-se no Brasil, e acentuadamente em Goiás, uma grande sacanagem: a sociedade e o tal de mercado, como alguns gostam de dizer, tudo exigem em termos de qualificação da juventude, mas nada fazem para qualificá-la. Não investem em salários dos professores e funcionários educacionais, em reforma e construção de prédios, de equipamentos e de laboratórios. 

Nessa manhã conversei com algumas lideranças políticas de visão social mais justa que comentaram que esse estado carece de mudança de paradigma, de visão de mundo, de atitude política mais séria e comprometida com a justiça social, cuja luta passa pela educação. Concordo plenamente. O grupo que está no poder aqui no estado nada vê para além de suas gravatas rosa. 

Abraços críticos e fraternos.

As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato