Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

sábado

Fora Marconi ganha corpo nas ruas de Goiânia


#ForaMarconi ganha corpo nas ruas de Goiânia Foto: Divulgação

Literalmente, manifestação que nasceu nas redes sociais voltou às ruas da capital goiana com mais corpos, mentes e muito barulho. Famílias inteiras estavam lá. E a polícia também. Por que? Para que?

21 de Abril de 2012 
Goiás 247 - Manifestantes que foram às ruas de Goiânia com o protesto #ForaMarconi ficaram frente a frente com policiais militares na Praça Cívica, sede do governo estadual. O clima foi de embate, com os policiais intimidando os jovens. As imagens foram registradas por eles e estão disponíveis na internet. A manifestação é uma iniciativa popular, sem presença de políticos, e com caráter pacífico. A presença da PM só faria sentido se fosse para também protestar.

Não era para ser assim. Abaixo, acompanhe o relato de uma repórter que esteve na manifestação.

Lênia Soares_especial para o Goiás 247 - O Pátio da Assembleia Legislativa de Goiás ficou mais colorido na manhã deste sábado (21). Manifestantes que estampavam as cores verde e amarela nos rostos lotaram a Alameda das Rosas em protesto contra o governador do Estado, Marconi Perillo (PSDB), no centro das denúncias deflagradas pela Operação Monte Carlo, que resultou na prisão de Carlinhos Cachoeira. 
Em sua segunda edição (para saber como foi a primeira, clique aqui), o #ForaMarconi superou a primeira mobilização levando desta vez cerca de 5 mil pessoas às ruas em pleno feriado (informação de policiais militares ouvidos pelo Goiás 247). Pais, filhos, tios e avós saíram de casa com a cara pintada e cartazes nas mãos pedindo a antecipação do fim do mandato do governador tucano.

Ao som do Hino Nacional, manifestantes de todas as idades seguiram pela Avenida Alameda das Rosas até a Praça Tamandaré, onde finalizaram as atividades de expressão popular. A presença maciça de crianças deu um clima ameno e esperançoso aos goianos que revelam sua indignação com o cenário político atual.

Fabiano Melo fez questão de levar seus três filhos, Julia (7), Lucas (5) e Matheus (3), ao ato que marca a história política goiana. “Quero que eles façam parte deste momento de transição. Estamos presenciando a mudança que chega ao Estado de Goiás e meus filhos vão desfrutar disso no futuro. Quero Goiás melhor para eles, quero Goiás sem Marconi”, declarou o pai.

O carro de som ficou aberto aos manifestantes que quisessem puxar seus gritos de guerra. Desta vez, além do próprio governador, os deputados estaduais, federais e secretários da administração tucana também foram vaiados. Um representante do PSDB jovem tentou participar da manifestação, mas foi vetado com vaias que impediram sua fala quando declarou sua filiação partidária.

Gravações divulgadas na última semana deram conta de que o governador de Goiás teria nomeado funcionários a pedido do bicheiro Carlinhos Cachoeira. Esta semana, mais revelações: segundo a revista Época, havia uma sociedade entre o governador e empresários na compra de um avião no valor de R$ 4 milhões e parceria entre Marconi e Cachoeira por jogo.

Outra série de gravações, envolvendo o presidente da empreiteira campeã de contratos públicos, a Delta Construções, sugere que a empresa fazia pagamentos ilegais a políticos da administração estadual goiana. Por fim, reportagem de O Popular de hoje confirma denúncia do 247: Cachoeira intermediou venda da casa de Marconi.

Fatos como esses explicam a disposição dos goianos de ir às ruas e gritar: Fora Marconi! ‘Marconi, bicheiro, devolve o meu dinheiro’! ‘P. que pariu, Marconi é a vergonha do Brasil!’ ‘Marconi é ditador, não governador!’...

Em outros tempo, a possibilidade de esse tipo de manifestação popular vingar no Estado, ainda mais na capital, especialmente nas cercanias da Praça Cívica – sede do governo –, era mínima. Mas o que se vê hoje é que o medo foi substituído pela motivação. E motivação popular. Talvez, agora, quem deve temer algo são os que eram temidos. Como na velha máxima política, o povo dá o poder quando quer, mas também tira quando se cansa.

Para ver mais vídeos da manifestação, clique aqui.

Fonte: Brasil 247

As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato