Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

quinta-feira

Desrespeito, ignorância, mentiras, o Papa e Cuba



Prezada amiga Profª Luiza

Encontro com pessoas impressionantes aqui em Goiás e com elas aprendo muito. És uma dessas, minha querida. Ao mesmo tempo és culta e humilde, diferente de outras que quase de nada entendem e, mesmo assim, são arrogantes e orgulhosas. 

Nossa conversa sobre a visita de Bento XVI a Cuba nessa semana transcorreu animada. Aproveitei para colher tuas impressões considerando que és católica fiel e entendida dos “mistérios” do Vaticano. Atuas no curso de Ciências da Religião e circulas intensamente pelos meios acadêmicos que interagem com a cúpula da igreja romana. Creio que muito do que me disseste combinam com as análises referentes à repercussão da visita papal ao nosso Continente e à Ilha odiada pelo governo imperialista americano. Há reações contrárias, mais irônicas do que contrárias, e outras favoráveis aos excelentes resultados políticos à revolução cubana.

Relativamente às ironias assisti, irado, alguns noticiários de nossa mídia subserviente e conservadora aqui no Brasil. William Bonner, Willian Wack, Cristiane Pelajo e outros exageram na antipatia, na grosseria, nas mentiras, desrespeito e ignorância. Referiram-se a Cuba como país comunista e a Fidel Castro, desrespeitosamente como ditador. Isto é, mentem sempre. Faltam com o respeito quando dizem que Fidel é ditador. Ora, ele foi o Presidente inúmeras vezes eleito e reeleito por seu povo para presidir aquele país. Nunca foi ditador. Agora muito menos, pois está fora do poder há alguns anos, afastado por vontade própria por problemas de saúde. É falta de respeito tratar de outro país e de seus estadistas dessa forma. Denominar Cuba de comunista é, além de mentira, mistificação e ignorância. Pois não há nem nunca houve nenhum país comunista no mundo. O comunismo é uma última fase do desenvolvimento político e, para tanto, é necessário que mais da metade do mundo alcance tal estágio. O que não é o caso. Cuba é socialista. Nessa fase o povo cubano constrói linda e vitoriosa experiência democrática. Apesar do violento bloqueio dos Estados Unidos, que prejudica as relações políticas e comerciais com todo o mundo, o regime socialista cubano empolga seu povo a defender seu governo, levando os yankes a sucessivas derrotas, inclusive na famosa derrocada da Baia dos Porcos. Que ditadura é essa, tão amada por um povo? Portanto, esses ledores de textos impostos por seus patrões, donos da mídia mentirosa, não noticiam, mas mentem e faltam com o respeito. Desrespeitam ao povo cubano, as suas autoridades e ao povo brasileiro, a quem querem manter desinformado com suas mentiras e falta de gentileza. 

É evidente, Luiza, que essa mídia caluniosa mente aqui para favorecer o imperialismo estadunidense. Os donos das Organizações Globo, da Revista Veja, dos Jornalões Folha e Estado de São Paulo e Cia torciam a favor das pressões que o governo americano fazia sobre o Papa para que esse criticasse o regime socialista cubano em nome de falsas liberdades, sob o pretexto de libertar os criminosos presos que tentaram sabotar a revolução.  Torcia para que Bento XVI apoiasse o bloqueio. Felizmente o Papa inverteu a expectativa dos gringos criticando o bloqueio, classificando-o de injusto. Portanto, Luíza, o imperialismo mais uma vez fracassou e se isolou. 

Claro, ninguém espera que Bento XVI entenda o que vive o povo cubano. Inclusive o Papa deselegantemente tentou refrescar os Estados Unidos ao dizer que o marxismo é superado afirmando que Cuba precisa de mudanças e de outro modelo. Qual modelo? O medieval feudalista e gerador de colonizações? O regime adotado pela cidadezinha do Vaticano? Qual? O do reino dos céus? O capitalismo “humanizado”? Qual regime é melhor do que o socialismo, que desconstrói dependências, que elimina o analfabetismo, a miséria, os cassinos financeiros, a concentração de riquezas em poucas mãos, o domínio do perverso e promíscuo mercado, a falta de estrutura do atendimento à saúde, a falta de moradias etc? Qual é a proposta do Papa? Este derrapou na indelicadeza política, traído por suas convicções de direita. Mas grosso modo sua visita ajudou Cuba na luta contra o criminoso bloqueio.

Certamente o Papa se deixou influenciar pela elevada acolhida do Estado Cubano e de seu povo. A hierarquia católica romana e o Conselho Nacional Cubano de Igrejas têm experiência positiva de convivência com a democracia socialista e com o governo cubano, que é laico e respeita a todas as religiões, inclusive as igrejas cristãs. O Frei Betto fez excelente entrevista com o Presidente Fidel Castro e a publicou em forma de livro intitulado “Fé e Religião”. Nela o Comandante apoia a fé cristã e diz que marxistas e cristãos têm aliança estratégica. Declara-se admirador de Jesus e de seu ensino sobre o amor ao próximo. Antes da chegada de Bento XVI à Ilha Frei Betto deu entrevista à Rádio Rebelde de Cuba e disse que a revolução cubana é obra evangélica por construir os direitos humanos essenciais do povo, que traduzi e publiquei aqui (Frei Betto disse que “A Revolução Cubana é uma obra evangélica”). 

Portanto, querida amiga, sabemos o que essa mídia sabotadora não sabe nem quer que saibamos o quanto o regime cubano é humanizador. Certamente, mesmo que o conservador atual Papa não queira acabou por abençoar o regime socialista cubano e a nós que lutamos por justiça em toda a América Latina. A luta continua na construção da paz, passando pela justiça que dignifica.  

Luíza, minha querida, que bom vermos que a força de um povo heroico é capaz de agendar a visita de um Papa e de obscurecer a opressão do inimigo da liberdade e da verdadeira democracia.

Abraços críticos e fraternos.

As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato