Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

terça-feira

Perguntas ao Deputado Fábio Sousa e aos "cristãos" de direita




Caro Deputado Fábio Sousa

Primeiro externo minha apreciação pelo fato de o parlamentar  ser cristão, pregador e bispo de uma Igreja Evangélica aqui em Goiânia, a Igreja Fonte da Vida, bastante expressiva em todo o estado de Goiás. Seguidamente o assisto na TV de sua família. Gosto muito de seu talento como orador sacro e de sua enorme capacidade em atingir corações e mentes de suas platéias e telespectadores. O amigo é bem humorado, alegre, sabe fazer pausas corretas e lida bem com a arte da oratória. Claro, diria que o amigo torce teologicamente muitos textos, visando atingir seus interesses e os objetivos de suas pregações. O uso desenfreado, irreflexivo e não exegético da Bíblia prejudica as verdades que nela se escondem, sobrepondo-se a visão do pregador e sua ideologia acima das verdades ocultas na história, nas geografias, literaturas, autores e contextos originários dos textos que o amigo usa e abusa, mesmo em prejuízo das propostas textuais. Essa parece ser uma doença que atinge o mundo evangélico mediático: o que menos interessa aos pregadores é a verdade dos textos. O que importa é a concorrência na disputa de clientes e de dízimos.   

Porém, sinceramente, aprecio também sua disposição à militância política. Isso desmascara o falso princípio de que os cristãos não devem se meter em política. Até porque essa máxima é mentirosa. Todos os atos humanos são políticos, desde os mais simples aos mais complexos. Tudo é política em nossas ações, inclusive nossa fé e nossa religiosidade. Claro, a partir de sua militância o amigo transcende os limites de sua confissão religiosa e de fé para vizinhar e até tocar nos interesses mais amplos atuantes na sociedade. E é aí que me encontro com o caro Deputado, membro do Parlamento Estadual de Goiás.

Prezado Deputado Fábio, algumas perguntas me perturbam e desejo compartilhá-las com o caro parlamentar e bispo. É sabido que o amigo milita politicamente através de um partido de direita, conservador e defensor dos interesses mesquinhos, atrasados, antinacionais, pró-imperialistas, privatistas, desnacionalizantes, advogante da minoria privilegiada e até perversa moral e socialmente. O seu partido é o tucano PSDB, cuja história no Brasil é de uma tragédia política lamentável. Seu criador, o denominado pela elite de príncipe da Sorbone, o senhor Fernando Henrique Cardoso, juntamente com o felizmente derrotado duas vezes como candidato a Presidente da República, o malfadado José Serra, vanguardearam a maior pornografia privatista da história do Brasil, entregando nosso patrimônio público nacional ao egoísmo privado e internacional. O governador de São Paulo, Geraldo Alckimin e o Prefeito de São José dos Campos, o engenheiro Eduardo Cury, ambos de seu partido, são adeptos do ódio aos pobres e de um princípio de "democracia" que privilegia os mais abastados. Basta sabermos o que promoveram em Pinheirinho, expulsando famílias pobres de trabalhadores, idosos e portadores de necessidades especiais, em favor do especulador e ladrão Naji Nahas, para que constatemos na prática o que os maiorais de seu partido pensam, além de sua crença neoliberal e privatista. Ora, tais iniciativas de seu partido, quando no poder, em suas várias instâncias, são sempre, invariavelmente,  de enormes prejuízos aos trabalhadores, aos pobres, ao País e à Nação. Graças à política predatória que a ideologia neoliberal, abraçada por seu partido e pelos outros que com ele se aliançaram como o Democratas, o PPS e tantos outros de menor expressão, muitas crianças se marginalizaram, jovens jogados nas drogas e na marginalização, milhões de trabalhadores perderam os empregos, centenas de pessoas morreram precocemente alijadas de seus direitos, mais de 54 milhões de brasileiros foram excluídos, empurrados para a pobreza e para a miséria. Seu partido confunde políticas sociais com violências policiais. Adora mandar a polícia, que deveria servir à segurança do povo, bater nos pobres e nos movimentos sociais. Certamente o Deputado, esperto como demonstra ser, sabe disso tudo. 

As estrelas de seu partido contam com farta história de escândalos, privatizações, corrupção e, principalmente, subserviência aos interesses da pior classe dominante da América Latina, a nossa burguesia brasileira e aos ditames imperialistas e belicistas dos Estados Unidos, para vocês o maior modelo de democracia. 

O que me preocupa, Deputado Fábio, e para isso gostaria de suas respostas, é como o amigo consegue unir fé no Jesus de Nazaré, pobre, vítima do império romano, que temia possível sedição revolucionária provocada por Jesus, em aliança com setores dos fariseus, de sacerdotes do culto judaico etc o crucificou, usando o mesmo método praticado contra outros, para eliminar aquele que se reunia com publicanos arrependidos, com prostitutas, pescadores, leprosos, gentios, soldados pobres e outros, com uma prática política conservadora, elitista, concentradora de riquezas e de privilégios? Como unir Jesus com o que defende o PSDB, o Democratas, o PPS e outros partidos, que hoje seriam totalmente a favor do império romano e da crucificação de Jesus? 

Li no seu site que o governador Marconi Perillo o incentiva a lutar por sua  candidatura à Prefeitura de Goiânia. Ora, quem é medianamente esclarecido sabe que esse governador foi a Intumbiara e armou brigas com pessoas e se dispôs a fazê-lo pessoalmente por vias de fato, desonrando o cargo que não é seu, que esse governador odeia o povo, principalmente os trabalhadores e os pobres, senão não mentiria para a sociedade dizendo que deu aumento para os professores da rede estadual de ensino e não faria de tudo para privatizar o ensino público; tanto ele odeia o ensino público que mandou seus filhos estudar na Europa; desleixou a saúde no estado e a levou a esbarrar na enorme precariedade em que está, graças à sua gana em vender tudo o que é público, levando ao desespero milhares de usuários desse bem a que têm direito. Diga-me Deputado Fábio, como você se entusiasma com o apoio desse governador?

Então, ser militante político é bom e é oportunidade de servir o povo. Isso é maravilhoso, é próprio dos cristãos. Mas optar por correntes que são contrárias ao servir o povo é contraditório, caro bispo deputado. Como pode alguém pregar  amor e servir o ódio, ao mesmo tempo? Como pode alguém servir a Deus e a maamon, ao mesmo tempo? Como pode alguém fazer-se de santinho pregando num templo, projetar áudio e imagem em rede de TV e de rádio e fora atuar a favor do demônio, ao mesmo tempo? 

Esclareço, deputado bispo Fábio, que não tenho nada a ver com suas crenças. O que me move a lhe fazer essas perguntas é o fato de o amigo transcender o arraial confessional para atuar no espaço público. Nesse universo as contradições e incoerências do amigo são estupendamente gritantes. 

Caro Deputado Fábio, caso tenha alguma humildade e queira conversar sobre essas questões e até mudar o rumo a favor da coerência e de um testemunho mais justo estou à sua disposição. Imagino o seu sofrimento com tanta incongruência e as pressões que deve sofrer. O certo é que uma pessoa  não pode seguir Jesus de Nazaré e ser neoliberal defensor dos que o crucificam, sem ser incoerente e injusto. Não lhe desejo tal barbaridade.

Abraços.

As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato