Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

sexta-feira

Direitistas e sua vocação para o chiqueiro






Amiga Francielly


Um dos objetivos deste blog é o de denunciar a direita e as injustiças e sua desgraçada missão de destruir a verdade. 


Direita não é um conceito vago, que perambula pelas nuvens e pelas imaginações paranoicas de esquerdistas. Não. 


A direita ideológica e política é uma desgraça que se move em pessoas, em articulações, em traições, em fofocas e ódio a tudo que represente união, sociedade, amor ao próximo, justiça social, democracia, desenvolvimento, soberania nacional, Estado e generosidade humana.


Posso te dizer honestamente, querida amiga Francielly, que eu abomino e desprezo a direita e os direitistas. 



Muitas pessoas me perguntam se é correto um bispo odiar pessoas em virtude de suas ideias. Perguntam-me se eu não deveria amar e respeitar a todas as pessoas, independente de suas posições políticas. 


Não justificarei que odeio o pecado e amo os pecadores. Isso é sofisma barato. 


Não há como amar direitistas. Eles geram ódio em todas as direções. Eles provocam ódio das pessoas contra eles mesmos. Então não há como ser romântico em relação aos direitistas.


Há pouco a humanidade sepultou um dos homens mais inteligentes em face do enfrentamento do ódio dos racistas. Nelson Mandela destruiu o ódio e a direita nos guardas que o torturavam e prendiam ao exercer a inteligência de que assim conseguiria abrir corredores para a sociedade e para a liberdade. Porém, a direita golpeou seus esforços pela libertação da África do Sul e continua dona da maior parte das riquezas e das terras que deveriam ser do povo, traindo a luta pela compartilha dos bens entre seus verdadeiros donos. 


Sempre fui prejudicado pela direita. Desde cedo na vida percebo que os direitistas vêm rapidamente os sinais de inteligência dos libertários e promovem boicotes e destruições. Sim, destroem as pessoas mesmo. 


Os direitistas atuam e vivem em todos os recintos como vermes que se alimentam dos excrementos dos porcos. 


Como sacerdote, que iniciei meu sacerdócio em plena ditadura, sempre foi muito visado pela direita. Procedo de família de trabalhadores vitimados pelas injustiças brutais promovidas pelos proprietários rurais. Na juventude quase fui enrolado e enganado pela direita, com seu discurso e falsa proteção. Porém, ao chegar ao seminário me deparei com pessoas extremamente preparadas, cultas e dispostas a compartilhar o conhecimento sem os vícios do academicismo arrogante. Ajudaram-me a encontrar excelentes textos e autores que discutiam a realidade social, apesar das trevas impostas pela ditadura assassina. Felizmente, me livrei de cair nas ilusões e mentiras da direita, coisa que muitos de meus colegas não conseguiram.


Sempre participei de todas as lutas para derrubar a ditadura e propor regime nacionalista e democrático que libertasse nosso País e nosso povo da direita e de suas mazelas. 


Porém, com muitas dores descobri que os direitistas são inarredavelmente sempre presentes, notadamente quando lutamos pela libertação do povo.  Suas presenças marcam-se pela destrutividade. Perseguem, armam ciladas, fofocam, caluniam, traem, mentem, são desleais, desagregadores, puxa sacos etc. 


Abaixo posto o link do site Brasil247 que publica maravilhoso artigo do jornalista Breno Alteman, brilhante editor do site Opera Mundi. Breno é amigo de José Dirceu e conhece muito bem a tramoia que a direita promove contra o ex minsitro ao inventar com seu boneco de manipulação, Joaquim Barbosa, o oportunista de direita, as mentiras que geraram condenações e prisões sem prova no falso mensalão. 


Altman escreve nesse artigo o que faz historicamente a direita no Brasil. O que define Breno sobre o que é a direita não é nada bonito nem digno de ser imitado. Pelo contrário, a história da direita fede e faz mal. O artigo demarca corretamente as atuações corrosivas da direita nos grandes eventos do País. 


Aqui, neste arrazoado, meu objetivo é testemunhar a tragédia que direitistas peixes menores causam nas pessoas, aqui no nosso difícil vale dos mortais. 


Acima mencionei que desde cedo no meu ministério fui molestado por direitistas. No inicio, muito ingênuo, não imaginava o mal que esse tipo de gente é capaz de causar. Pensando que todas as pessoas são amigas logo convidava todos para irem à minha casa ou para rodadas culturais. Meu Deus: o material para armadilhas era dado de mãos beijadas para os traidores. Graças à gente que comungava comigo fui muitas vezes perseguido, meus direitos à opinião caçados e até minha liberdade de luta foi detonada, graças a ação vêrmica dos direitistas. 


Não há ilusões, no ambiente religioso os direitistas também engordam e agem. Muitas e muitas vezes bispos recebiam comissões e abaixo assinados contra mim. A acusação invariavelmente era de que eu subvertia a ordem e pregava a revolução. Diziam que eu não era espiritual do tipo que anda nas nuvens e de que não pregava que Deus ama todos, inclusive os safados e traidores. 



Sinceramente, Francielly, eu não acredito em cristianismo e fé nos direitistas. Podem eles se derreter gritando e berrando em louvores para Deus que eu não acredito. Não creio em fé das pessoas que votam na direita, que são moralistas, impiedosas com os diferentes e que se dobram às injustiças dos capitalistas. Não acredito nos cristãos milagreiros, que trepidam sob intervenção divina espetacular mas que nada fazem para mudar o mundo. 


Gestos barulhentos de cristãos que defendem a direita, que recebem candidatos em suas igrejas comprometidos com o neoliberalismo e sua necessária alma corrupta, que não gostam de política e dos partidos dos que lutam para derrubar os poderosos dos seus tronos para mim não passam de grotesco fundamentalismo desenraizado da realidade. São histéricos sem nenhum conteúdo de fé. Fé é jogar-se corajosamente na horizontalidade do amor e não na fuga estéril do mundo.  


Assim vejo desde crentinhos de igreja até esses pastores ricos dos dízimos dos explorados, à bispos e papas que amam a futilidade do poder e desprezam a beleza da luta com sua poesia libertária. 


Na educação, então, o bicho pega mesmo. Aí nesse contexto ainda influenciado pelo funesto neoliberalismo, no qual a educação não é fator libertador e de desenvolvimento humano e social, mas negócio e produto vendido a alto custo e qualidade baixa, porque atende restritivamente aos apetites delinquentes do mercado, o nascimento e crescimento de mediocridades direitistas é abundante. 


Donos de faculdades e outros estabelecimentos de ensino, no afã do lucro, temem pessoas inteligentes e comprometidas com o povo na luta por seus direitos. Portanto, com exceções, felizmente, colocam em cargos de coordenação e pedagógica pessoas com matriz de direita. Interessante, como em outros lugares de grandes decisões, os direitistas se envaidecem e, arrogantes, perseguem, fofocam e mentem no afã de destruir e despedir quem trabalha a educação na perspectiva progressista de libertar as pessoas da influência demoníaca da direita, como identifica muito bem o querido Breno Altman. Leciono em cursos de pós-graduação aqui em Goiás e sofro a tristeza de encontrar professores reacionários, alienados, autoritários e de direita em cargos de direção e de coordenação. Quanto contra senso. 


Portanto, querida Francielly, os direitistas cheiram mal ética e moralmente. Eles representam a puxada da máquina da história para trás. Não sabem o que é amizade, o que é honestidade, o que é lealdade com valores superiores. Suas relações seguem os ditames do oportunismo e sua prática é a dos porquinhos, sempre com fome de vantagens, grudados nas tetas de quem dá mais. 


Sugiro-te que acesses este link (aqui) e leias o excelente artigo de Breno Altman. Precisamos combater a direita e eliminar sua influência na sociedade e na vida. Caso houver alguma possibilidade nessa luta temos que alcançar os corações de alguns direitistas e convertê-los ao bem. Creio pouquíssimo nessa possibilidade. A grande maioria dos direitistas é daninha e dependente do mal. Sofrem de overdose de egoísmo e prepotência. Não se salva mais.



Abraços críticos e fraternos na luta pela justiça e pela paz.

Dom Orvandil: bispo cabano, farrapo e republicano.







As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato