Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

quinta-feira

Julgamento espúrio gera punições injustas que não merecem respeito nem obediência




Dom Orvandil: bispo cabano, farrapo e republicano

Amigo  Daniel

Interessante o significado do teu nome, meu amigo. Vem do hebraico e lá é justiça divina ou Deus é meu Juiz. Conhecendo-te percebo que tua vida é exatamente a prática permanente da justiça.  Não tens a marca de Thomas Moore que acreditava cegamente na justiça inglesa e no seu rei. Porém, foi assassinado injustamente pelo rei que admirava e de quem era amigo e servidor. Na convivência contigo vejo que és justo por princípio e na prática cotidiana, mesmo em meio à correnteza de incoerências e contradições que se vê nas pessoas e nas relações humanas. Teu engajamento na luta social demonstra que sabes da realidade injusta onde somos obrigados a viver. Participas da construção de sociedade mais justa, menos dependente de árbitros prepotentes que se avaliam donos da verdade, tão arrogantes que são, seja por falar mal e parcamente mais de uma língua, por fazer um mestradozinho ou um doutoradozinho no exterior, geralmente à custa de bolsas do MEC através da CAPES ou do CNPQ, portanto, com nosso dinheiro público; menos dependente de juízes sacanas que chegam às instâncias judiciárias debaixo de muito puxa saquismo e pressões corruptas. 

Penso muito em ti nesses dias tristes de atuação política e de ideologia direitista praticada pelo Supremo Tribunal Federal. Imagino como te sentes mal. Parece que enxergava teu rosto quando o esnobe e truculento Joaquim Barbosa lia suas sentenças, aliás, leituras maçantes, chatas e mal feitas. Quanto mal estar em face do gripado de covardia gritando e ameaçando cidadãos de bem e ao Presidente da Câmara dos Deputados, líder de um dos poderes da República. Celso de Mello, para teu enjoo, é tão vil que não teve a honestidade e a hombridade de se quer mencionar o nome do Deputado Marco Maia, referindo-se a ele como o que dizem por aí. E olha que Marco Maia não foi incisivo como deveria ser, afinal o constipado Celso de Mello não o agrediu pessoalmente, mas manifestou claramente sua intenção ditatorial de fazer o poder legislativo ajoelhar-se cabisbaixo às suas asneiras (falas de asno), como nos tempos do milico de plantão na Presidência do Brasil, Ernesto Geisel, o general ditador que fechou o Congresso Nacional.

Ontem escrevi aqui um veemente pedido para que José Dirceu, José Genuíno, João Paulo Cunha e Delúbio Soares não obedeçam à ordem de prisão emitida por Joaquim Barbosa, caso haja; que resistam ou clandestinezem-se, pois julgamento injusto, espúrio e fraudulento produz vereditos falsos e injustos, não merecem respeito nem obediência. José Dirceu e José Genuíno experimentaram na própria carne os juízos emanados de tribunais de exceção sustentados pela ditadura militar, que prendia, torturava, matava e julgava falsamente. Eles não obedeceram aos resultados dos tribunais militares, os mesmos que condenaram Dilma, Lula, eu e milhares de combatentes contra o arbítrio. O princípio é o mesmo. Coisa ruim e injusta  não é para ser seguida e praticada. 

Não imaginas o bombardeio que recebi por e-mail e por telefone. Até ameaças de morte me enviaram. Tudo anônima e covardemente. Telefonemas me informaram que se eu sair de casa hoje e manhã serei metralhado. Na verdade, alguns telefonemas mencionaram corretamente meus endereços residencial e profissional. Pois bem, saí hoje e nada me aconteceu. Logo após postagem dessa mensagem atravessarei a Av. Anhanguera na direção da Caixa Econômica, aqui próximo ao terminal da Bíblia em Goiânia, caso alguém queira me atirar, por favor, apareça. Hoje à noite participarei de um encontro religioso de oração, caso alguém queira rezar e depois me balear, apareça. Amanhã à noite participarei e farei relatório da CPA na reunião pedagógica da Faculdade Delta, aliás, uma das duas melhores avaliadas pelo ENADE instituições de ensino superior de Goiás, onde leciono, seria uma honra morrer na frente de meus colegas. Que venham os assassinos, serviçais dos que fazem injustiça nesse País. Evidentemente são todos covardes e mentirosos. Quem faz não ameaça. É perda de tempo. Se eu tivesse medo de ameaças e caras feias já teria desistido da luta há muito tempo. 

Mas o mais triste não foram essas ameaças fajutas, Daniel. O mais triste é ver que, apesar do artigo que escrevi ontem ser um dos mais acessados, apenas perdendo para o que escrevi sobre Andressa Mendonça (não sei por quem nem porque é tão acessado, sempre em primeiro lugar) ninguém dos blogs e sites de meus amigos de esquerda o replicou, como sempre o fazem com os outros. Será que têm medo? Será por oportunismo? Será que gostariam de escrever o que escrevi e não fizeram e por ciúme ou por sectarismo não o reproduziram? Não sei, fora o Facebook e o Twitter onde foi bastante reproduzida a postagem ninguém falou nela. Penso que todos deveríamos nos unir no esforço para que nossos companheiros condenados sem prova resistam à prisão ou se clandestinezem.

Ora, os lutadores são herdeiros dos profetas e dos heróis, que por questões táticas e até estratégicas, esconderam-se das ameaças reais promovidas pelo ódio inimigo. Isso não só preservou suas vidas como protegeu as lideranças-sementes da luta. Sou herdeiro do Jesus que com dois anos de vida foi ameaçado de morte pelo criminoso Herodes, que promoveu a maior matança de crianças do sexo masculino de que se tem notícia. Depois Jesus desapareceu do alcance dos inimigos até que chegasse a hora apropriada. Karl Marx foi perseguido e impedido de entrar na França, em Bruxelas, na Inglaterra e na sua própria Alemanha. Se não se protegesse e se escondesse não aconteceriam os primeiros congressos internacionais da classe trabalhadora e das Internacionais Socialistas nem conheceríamos suas maravilhosas teorias sobre o capital, o conflito de classes, o materialismo dialético etc. Se Vlademir Lênin não fugisse da Rússia num trem que transportava cavalos em direção à Suíça e lá se entregasse aos estudos nas maiores bibliotecas a insurreição revolucionária não teria acontecido e não teria implantado o socialismo. Antonio Gramsci ao descuidar-se de sua segurança não conseguiu organizar o levante dos trabalhadores do sul da Itália, adoecendo e quase morrendo nas prisões de Mussolini. Fidel Castro e seu grupo destruíram a roubalheira de Fulgêncio Batista em Cuba, fazendo a mais espetacular revolução socialista da América porque soube se clandestinzar e proteger as lideranças revolucionárias. 

Não há que nos enganarmos, a direita que atuou no julgamento do mentiroso mensalão do PT não se diferenciam nem um pouco das outras que quiseram destruir lideranças do passado, como as que delineei acima. São tão cruéis e bandidas quanto Mussolini, Herodes, Fulgêncio Batista e outros criminosos.

Então, sabendo que o show no tal julgamento do mentiroso mensalão do PT não foi mais do isso mesmo, um show de quinta categoria, inventado por uma mídia de quinta categoria, alardeado por uma direita de quinta categoria, que elegeu para presidente do STF um juiz de quinta categoria, relator de um processo de quinta categoria, baseado em provas de quinta categoria, não é possível que os companheiros submetam-se a uma obediência de primeira categoria. 

Portanto, Dirceu, João Paulo, Genuíno e Delúbio devem obediência ao povo. E este precisa de mais avanços e de mais lutas mobilizadoras. Há muito por fazer. O lugar deles é na luta e não na cadeia, lugar mais apropriado aos marginais que protegem marginais e que julgam como marginais.

Lutemos por justiça social. Quanto mais justiça social conquistarmos menos precisará de tribunais e de juízes espúrios. 

Abraços críticos e fraternos.


As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato