Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

sábado

Duas notícias contraditórias e um padre católico romano mentiroso e golpista





Dom Orvandil: bispo cabano, farrapo e republicano. 


Querida Irmã Rafaela


Sempre que escrevo aqui criticando padre, pastor, bispo, cardeal ou papa não o faço com relação à igreja ou denominação de ninguém. Sou ecumênico por essência e sou filho do ecumenismo.  Sou profundamente respeitoso com as igrejas e religião dos outros. Cada vez que critico alguém é porque sua postura é desumana, injusta ou alguma manifestação sua foi de interesse de todos ou atingiu interesse público e universal. Se fores a uma missa celebrada por mim ou por algum padre da diocese governada por mim haverás de perceber que lá não se levanta crítica desabonadora da religiosidade ou o que fazer eclesial de ninguém, embora não concordemos com muitos e com o que fazem com o povo, principalmente no que tange à grande prática de alienação de muitos lideres religiosos e ao assalto à economia popular.


Mas convenhamos, Irmã Rafaela, minha querida freira católica romana, a quem respeito por tua consciência política e crítica social, o padre venezuelano Jose Palmar, ao participar deliberadamente da oposição ao governo Hugo Chávez e ao Regime Bolivariano torna-se alvo certo das críticas de todas as pessoas de bem que amam a justiça e a verdade. Sinceramente, como pode um sacerdote integrar uma oposição golpista e entreguista, que empenha todos os métodos sujos para destruir o bolivarianismo chavista, que se consagra a tirar a Venezuela de sob as patas e ganâncias do imperialismo e da rapinagem americana e a emancipar o povo sofrido, libertando-o da miséria e das injustiças sociais. Ao alinhar-se às fileiras da oposição golpista o padre Jose Palmar lista-se ao lado dos criminosos e mentirosos, que na Venezuela, como aqui no Brasil, mistificam os fatos para destruir os líderes e heróis do povo. Ao somar-se aos conservadores, aquele padre nega os pressupostos do próprio cristianismo que apregoa em sua igreja, em seu blog e em seu Twitter. O cristianismo, nome do movimento dos que seguem Jesus salvador dos pobres, desde o início da era cristã, abominava o enriquecimento a partir da exploração dos pobres, caso do império romano. Ao deitar-se nos pelegos da burguesia venezuelana, opositora da revolução que constrói as bases de relações econômicas e sociais mais justas para aquele povo, Palmar espreguiça-se na pocilga dos traidores. O Pe. Jose Palmar comporta-se como fariseu e como Zaqueu antes de encontrar com Jesus. Como o primeiro Zaqueu, Palmar ajuda a roubar e acumular riquezas do povo trabalhador. Nesse sentido nega a essência do sacerdócio, que é a de defender a justiça, mesmo com o sacrifício da própria vida. O padre Jose Pomar é ontologicamente mentiroso. Ele nega as bases teológicas de Puebla, uma das fortes vertentes da teologia da libertação, uma das pérolas ecumênicas da América Latina, de onde emergem verdadeiros/as cristãos/ãs que autenticamente amam Jesus de Nazaré e o povo oprimido pelas injustiças, apoiadas por esse falso padre.  Ele sepulta os ensinos de Papas Cristãos como João XXIII e Paulo VI. O padre Jose Palmar É MENTIROSO E TRAIDOR! Seu padroeiro deveria ser Judas Iscariotes e não Maria Santíssima como ele proclama em seu Twitter. 

Pior, Rafaela, muito pior é saber que esse rola bosta (como diria o grande Leonardo Boff, cujo nome é uma legenda) já anunciou a morte de Hugo Chávez, presidente revolucionário da Venezuela, como informa o blog Brasil247. Ao anunciar a morte do grande e mundialmente respeitado Hugo Chávez ele mostra o quanto de ódio cultiva em seu coração e suas palavras, nada apropriadas a um padre. Ele, como os bandidos da oposição venezuelana, presta serviço ao mal e ao ódio. Aqui na minha decepção me pergunto como um “padreco” pode vir às redes sociais, com arrogância sem medida, como se pertencesse a um império acima do bem e do mal e, com ar de dono do mundo e da verdade, anunciar  irresponsável e rancorosamente que o Presidente Hugo Chávez morreu, que seu falecimento será anunciada na segunda-feira, dia 17 de dezembro,  para coincidir com a morte do grande herói Simon Bolívar?  Inacreditável. 

Ao contrário do falsário que leva o título de padre, notícias informam que Hugo Chávez  submeteu-se a cirurgia delicada em Cuba, que sangrou, mas que sua situação é satisfatória e progressiva.  Conforme sua diretora de imprensa, Tereza Maniglia,  a primeira coisa que o Presidente perguntou após  sair do estado de inconsciência causado pela anestesia foi: “Como está meu povo?”. Ora, quem pergunta isso não está morto. Após 72 horas da cirurgia Chávez cumpria muito bem o protocolo pós-operatório e saudou seu povo e seus familiares.

Outra notícia demonstra que o povo venezuelano envia mensagens contínuas ao seu amado líder e que entre as mensagens se destacam algumas como estas:  "Seu povo ora por você, você é forte Comandante", "abraços e boa recuperação, te esperamos aqui" e "nós esperamos que você volte para continuar lutando pela grande nação". 

Nota bem, Rafaela, o povo venezuelano ora pelo Presidente. Pede a Deus por ele. Certamente esse povo pertence à mesma igreja católica romana do autoritário e mentiroso padre Jose Palmar. Este ora pelos ricos e poderosos e fofoca contra o Presidente e os pobres.  O padre parece demonstrar que há duas igrejas católicas romanas: uma é a dos ricos, que ele defende e por quem mente e a outra é a do povo e dos pobres, que ele odeia e contra quem mente. 

Cruz credo, vade retro satanás!

Abraços críticos, indiguinados e fraternos.



As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato