Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

quinta-feira

Participar da luta política como forma de amar o povo é justo, o triste é Silas Malafaia que “consagra” agenda medíocre, preconceituosa, conservadora, farisaica, fanática, divisionista, mentirosa, direitista e ainda se diz vitorioso


Silas Malafaia




Pastor Silas Malafaia vê vitória dos evangélicos 

 

Depois de polemizar no segundo turno da eleição paulistana com ataques ao agora prefeito eleito Fernando Haddad (PT) por causa de um material de combate à homofobia feito pelo petista na época em que era ministro da Educação, o pastor Silas Malafaia, líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, afirmou em seu blog que os evangélicos continuarão a influenciar o processo político brasileiro e que os candidatos pensarão duas vezes antes de propor projetos em defesa dos direitos homossexuais.

"A partir desta eleição, os candidatos a cargos majoritários (prefeitos, governadores e presidentes) vão tomar muito cuidado ao fazerem leis para beneficiar o que os ativistas gays desejam, bem como materiais didáticos que vão contra os princípios da família", afirmou.
A reportagem é de Raphael Di Cunto e publicada pelo jornal Valor, 31-10-2012.

O pastor apoiou o adversário de Haddad na disputa, José Serra (PSDB), ao polemizar sobre o que os evangélicos chamaram de "kit gay". A estratégia, porém, foi mal avaliada pelos tucanos, principalmente depois de vir a público que o próprio Serra tinha produzido material semelhante no governo de São Paulo.

Para Malafaia, os evangélicos não devem se impressionar com a vitória de Haddad. "O número de prefeitos eleitos com os votos evangélicos, desculpe-me a expressão popular, 'arrebentou a boca do balão'", disse. O pastor fala de "milhares de vereadores evangélicos e dezenas e dezenas de prefeitos".

Segundo ele, dos 18 candidatos a vereador que apoiou, 16 foram eleitos. O pastor ainda diz ter ajudado na eleição de 18 prefeitos, dos 25 candidatos que tiveram seu apoio. Entre os quais destaca Neilton Mulin (PR), eleito prefeito São Gonçalo, segunda maior cidade do Rio de Janeiro, com 665.326 eleitores.

O pastor ressalta que apareceu quase diariamente na propaganda de Mulin na TV e que o adversário era apoiado pelo governador Sérgio Cabral (PMDB), o prefeito Eduardo Paes (PMDB) e a presidente Dilma.

As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato