Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

domingo

Miro: “Pinheirinho e a derrota de Alckmin”






Em janeiro deste ano, os tucanos Eduardo Cury, prefeito de São José dos Campos, e Geraldo Alckmin, governador de São Paulo, foram protagonistas de uma cena de barbárie ao acionarem a polícia contra os moradores da ocupação do Pinheirinho. Milhares de famílias carentes foram desalojadas com bombas, tiros e cassetetes. O bairro se transformou num campo de guerra, com dezenas de feridos. Agora, porém, a população de São José dos Campos parece que vai dar o troco à truculência fascistóide do PSDB.



Segundo pesquisa Ibope, o candidato dos tucanos, Alexandre Blanco, pode nem ir ao segundo turno na eleição para a prefeitura deste importante município. Ele somou 27% das intenções de voto, contra 56% do candidato Carlinhos Almeida (PT). O próprio Estadão, que apoiou a ação policial no local, ficou surpreso com o resultado. “Na batalha entre dois episódios de alcance nacional - o mensalão, explorado pelo PSDB, e a reintegração do Pinheirinho, pelo PT -, quem ficou à frente foi o petista Carlinhos Almeida”.


Para o blogueiro Eduardo Guimarães, a derrota dos tucanos em São José dos Campos é emblemática. O PSDB dirige a cidade há 16 anos, sempre a serviço dos ricaços que faturam com a especulação imobiliária. O município também é considerado um reduto eleitoral de Geraldo Alckmin, que se projetou na política na vizinha Pindamonhangaba. Essa hegemonia, porém, pode chegar ao fim. A violenta operação policial contra as cinco mil famílias do Pinheirinho serviu para desmascarar a política elitista e autoritária dos tucanos.

“Este blogueiro acompanhou de perto o sofrimento de milhares e milhares de homens, mulheres, crianças e idosos, expulsos de suas casas por ação do prefeito Eduardo Cury, em benefício do mega especulador Naji Nahas, dono da área em que ficava o bairro do Pinheirinho... Nem em seus piores pesadelos a direita demotucana, a mídia, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, e a maioria dos ministros do STF – os quais, repito, vão operando uma tentativa explícita de golpe eleitoral contra o PT – poderiam imaginar o quadro acima descrito [da derrota nas eleições municipais]”.

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato