Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

quinta-feira

Aqui a prova de que Gilmar e outros ministros do SFT são tucanos: o julgamento que fazem é suspeito de parcialidade partidária





Publicado em 18/10/2012
Bomba ! Gilmar prestigia
livro contra “petralhas”  Conversa Afiada
Quando o Dr Piovesan vai pedir outro impeachment ?
Num intervalo do julgamento do Dirceu, Gilmar prestigiou o renomado autor. Perdeu a noção ou é mesmo uma provocação?
Do infatigável Stanley Burburinho:

Gilmar Mendes, às gargalhadas, prestigia a noite de autógrafos do livro “O País dos Petralhas II de Reinaldo Azevedo  






Por: Helena Sthephanowitz, especial para a Rede Brasil Atual

A liberdade de expressão é um conquista da civilização, mas como nem tudo é perfeito, em nome dela também se cometem gafes, abusos, inconveniências, impropérios e descomposturas.


Seria apropriado, por exemplo, um juiz do Supremo Tribunal Federal, parte destacada do julgamento do chamado “mensalão”, com forte conotação política prestigiar às gargalhadas a noite de autógrafos de um livro com o título “O País dos Petralhas II”?

Pois o ministro do STF Gilmar Mendes marcou presença no referido evento, em Brasília, na terça-feira (16). Óbvio que o magistrado está em pleno exercício do seu direito à liberdade de expressão, de ir e vir etc., mas o gesto – carregado de simbolismo –, equivalente, e muito, a subir em um palanque tucano.

Como agravante, o autor do livro é Reinaldo Azevedo, o mais raivoso blogueiro da revista Veja, que aliás ainda está sob investigação na CPI do Cachoeira. O que diriam, por exemplo, se algum outro ministro do STF fosse a um hipotético lançamento de um livro escrito por um blogueiro progressista, chamando partidários do PSDB de “tucanalhas”?

Proibido não é. Mas com certeza é um gesto inconveniente para qualquer magistrado, cuja conduta deve ser marcada pela discrição e por manter equidistância das manifestações com conotações político-partidárias.

De qualquer forma, da próxima vez que for à Brasília, Amaury Ribeiro Júnior poderia convidar o “doutor Gilmar”, para uma noite de autógrafos do livro “A privataria tucana”. Este sim um livro-reportagem, repleto de documentos, e não uma coletânea de meras opiniões panfletárias, como é o caso deste agora, mais um de Reinaldo Azevedo.

As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato