Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

sábado

Juiz Paulo Lima: “É assustador o alcance dos tentáculos da organização criminosa.”


Saiu na capa da Carta Capital reportagem de Leandro Fortes:

“O crime no poder.”

Segundo investigação da Policia Federal, Carlinhos Cachoeira mandava e desmandava no Estado de Goiás, que, na teoria, é governado por Marconi Perillo, um tucano frente e verso.

Leandro já tinha demonstrado que Demóstenes ficava com 30% da receita do Cachoeira.

E, quando tentaram desmenti-lo, Leandro matou a cobra.

Agora, nesta edição que chega às bancas, ele mostra:

“Em conversas telefônicas, o bicheiro jacta-se da influência sobre Perillo e sempre recorria a Demóstenes Torres, vulgo ‘gordinho’ “

O juiz Paulo Lima disse: “É assustador o alcance dos tentáculos da organização criminosa.”

Leandro também conta que o sargento Jairo Martins, da PM de Brasilia, foi quem gravou o famoso vídeo da propina nos Correios, que deu origem ao chamado “mensalão” aquele que, segundo o Mino, ainda está por provar-se.

O sargento Martins operava para Cachoeira.

Leandro reafirma que Policapo Jr., insigne representante do detrito de maré baixa em Brasília, deu mais de 200 telefonemas para Carlinhos Cachoeira.

Mas, afinal, explica-se: a Veja odeia o Brasil, porque o dono, o Robert(o) Civita não passa de um perdedor.

E, perdido por um, perdido por mil.

Ainda mais que ele não está na Argentina.

Porque, na Argentina, mandaram os Civita embora.

Viva o Brasil !

Paulo Henrique Amorim in Conversa Afiada

As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato