Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

terça-feira

Comando e ações terroristas, próprias de quem segue a Opus Dei


Queridos irmãos de Ponheirinho – São José dos Campos - SP

Nem mesmo quem esteja num leito de morte, dotado de um mínimo de consciência, ignora as barbaridades praticadas pelo governador, pela justiça, pela polícia de choque de São Paulo e pelo Prefeito de São José dos Campos.

Em todo o Brasil e no mundo há perguntas que gritam e não se calam: como pode um governador eleito omitir-se em face de tanto sofrimento de crianças, mulheres, inclusive muitas grávidas, velhos e trabalhadores, que compunham uma multidão de oito mil pessoas? Como pode um governador eleito usar o poder que deveria existir para servir o povo e ajudá-lo nas respostas aos seus direitos e necessidades de moradia, para massacrar pessoas pobres e indefesas? A que interesses tais gestos atendem? Enquanto ele não responder é evidente que a resposta vem pelo pior caminho: como a propriedade pertence ao malfadado especulador Naji Nahas é claro que Geraldo Alckmin toma o partido dele. Mas em troca de que? De dinheiro? Ou há alguma coisa que o prenda ao especulador, que a imprensa comprometida não revela?

Que justiça é essa que permite tais violências contra pessoas pobres e de bem? O Tribunal de Justiça de São Paulo ordena o ataque militar e desumano em desobediência ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), que anulou todo o processo por entendê-lo pleno de erros e de injustiças, demonstrando clara divisão nas instâncias da justiça, gerando profunda e clamorosa injustiça. E em favor de quem essa monstruosidade, já que atropelou pessoas por quem todos deveríamos lutar?

Uma coisa que me perturba é a covardia de homens e mulheres que empunham a força e as armas contra o povo. O que sentem? De que são feitos os seus corações? Será que nasceram de mulheres e são filhos de homens ou nasceram de trilhos, frios e gelados? Será que têm avós, avôs, irmãos e irmãs ou são guardados em caixas de ferramentas? Por que não desobedecem a ordens tão injustas e bárbaras? Que tipo de ideologia os mobiliza? Será que ainda recebem orientações de direita e antipopulares em seus quartéis? Pelotões armados desobedecer seus chefes, principalmente um juiz que assume o comando para cumprir ordens terroristas, se parassem e se voltassem contra quem manda atacar 1.700 famílias e destruir suas casas, certamente causariam enorme repercussão em favor da justiça e contra a desordem de um operação atrasada e de cores fascistas, pior ainda, usando a polícia paga pelo povo e a quem deveria defender. 

Outra pergunta aterroradora é referente ao Prefeito Eduardo Cury, que se associou ao governador e ao presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo: como um homem eleito nos dois primeiros turnos, na primeira e segunda legislaturas,  com uma avalanche de votos dados pelo povo pode voltar-se contra os mais pobres? Por falar em seu sobrenome, por acaso Eduardo Cury é irmão do famoso Psiquiatra Augusto Jorge Cury? Se é, como seu irmão, escritor lido e vendido no Brasil e no mundo, autor de uma teoria que valoriza o ser humano, que proclama que o cérebro de um pobre mendigo é tão complexo e belo quanto o de um gênio teórico, pensa das atitudes marcadamente desumanas de seu irmão?

Finalmente, é necessário que o povo do Estado de São Paulo, de sua capital e, particularmente de São José dos Campos, reflita profundamente nos projetos que elegeu até agora. É fundamental que mude sua visão e não se deixe mais enganar pela pior elite do Brasil e o uso mentiroso e manipulador da máquina da informação que faz, praticando verdadeira lavagem cerebral na população. É chegada a hora de mudar essa situação. O povo unido e desobediente a comandos injustos e manipuladores tem forças suficientes para transformar essa realidade e unir São Paulo com o Brasil.

Nossos irmãos de Pinheirinho continuem a luta. Vocês, sem dúvidas, são um enorme grito ouvido por todo o planeta. O grito de vocês contem as sementes de mais transformações e de que há muito por fazer em favor dos direitos humanos, incrivelmente, pelo direito de morar, que ainda é deficitário em mais ou menos 5 milhões de habitações no Brasil. Não se desesperem  nem apelem para a desunião nem para violências despolitizadas. Unam-se à CONAM e aos movimentos sociais, ajudando a lhes dar substância para a luta. Pois em toda a parte do Brasil há pessoas sofrendo como vocês, iclusive assassinadas.

Abraços solidários.

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato