Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

sábado

Pedro Stédile diz: “Se Serra ganhar será o pior dos mundos”



O mais influente dirigente do MST, João Pedro Stédile, revelou em entrevista à Agência Reuters que a opção majoritária do Movimento dos Sem-Terra é apoiar a candidatura de Dilma Rousseff à Presidência. A razão, afirmou, é que Serra “será o pior dos mundos”. "Se o Serra ganhar, será a hegemonia total do agronegócio”, avaliou.

“Haverá mais repressão e, por isso, maior tensão no campo. A vitória dele é a derrota dos movimentos sociais". Stédile também prevê um crescimento da violência no campo se o tucano não for derrotado.

Luta popular

Já a vitória de Dilma Rousseff, na opinião do líder do MST, favoreceria a luta popular, contribuindo para a mobilização em defesa da reforma agrária e dos interesses da classe trabalhadora. "Um operário, diante de um patrão reacionário, não se mobiliza. Com Dilma, nossa base social perceberá que vale a pena se mobilizar, que poderemos avançar, fazendo mais ocupações e mais greves", argumentou.

Ele também não poupou críticas ao tratamento que o atual governo deu à reforma agrária. "Lula não fez reforma agrária, mas uma política de assentamento”, afirmou. Embora admirado internacionalmente pela firmeza com que defende os interesses dos trabalhadores e trabalhadoras rurais, o MST é alvo por aqui de uma ofensiva reacionária que visa a criminalização dos movimentos sociais.

Tal ofensiva, liderada pela mídia hegemônica e por forças de direita, foi intensificada nos dois mandatos de Lula. "A imprensa, que antes nos tratava como coitadinhos e até nos elogiava, passou a nos dar um pau nestes oito anos, passou a ser arma da direita para nos estigmatizar", denunciou Stédile.



Fonte: Da redação, com agências

As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato