Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

segunda-feira

Com professoras em Inhumas - GO

Neste final de semana de maio, nos dias 15 e 16, tive a honra e a alegria de ser professor de um módulo denominado “Docência no Ensino Superior”, em nível de especialização e pós-graduação. Foi uma experiência que eu chamaria de banquete educacional, onde servimos reflexões referentes à árdua e fantástica missão de educar. Pensamos sobre as pessoas das professoras – neste curso só há professoras – que, como seres humanos, integram uma sociedade. Dessa sociedade recebem influências ideológicas que precisam ser pensadas e transformadas. Refletimos sobre os paradigmas “verticalista”, que se enraíza historicamente no escravagismo, no feudalismo, no colonialismo, na ditadura militar, no neolibaralismo e nas discriminações, concentrações de renda e patrimonial capitalistas, gerando sempre a opressão e a negação de quem trabalha. Da sociedade também nasce o paradigma “centralizador”. A partir desse a professora torna-se dona do saber e dos métodos de ensino. Os/as alunos/as são apenas platéia, auditório de ouvintes do conhecimento reproduzido e “despejado”, sem a menor participação dos/as educandos/as e sem que seus saberes sejam contados e reconhecidos. Trabalhamos o modelo “democratista”, quando os/as professores/as confundem democracia com falta de rumo, falta de perspectivas e falta de orientação, perdendo-se em meio a falsa boa vontade e a anarquia. Mas o paradigma que mais entusiasmou foi o “democrata”. Este enraíza-se no que há de mais belo na história da construção da convivência e do conhecimento humanos. Nesse sentido há muito por fazer na educação, nas instituições públicas e particulares. As professoras de Inhumas reconhecem honestamente que os modelos ainda predominantes ainda são os verticalista e centralizador.

Uma das justificativas para a predominância dos modelos verticalista e centralizador provém da inconsciência do que de fato ocorreu e ocorre em nosso País, construído sob golpes violentos e anti-democráticos. A ditadura eliminou a participação de professores e alunos na  construção da consciência da realidade. O neoliberalismo acentuou esse problema, piorou o sucateamento das escolas e acentuou o empobrecimento dos professores, baixando seus salários e investimentos na educação. Outra razão é a formação de baixa qualidade dos cursos de licenciatura e de graduação, responsáveis pela formação dos professores. 

Felizmente, em nosso módulo investimos tempo e debate na construção de um conceito de educação que significa construção do conhecimento democraticamente, que demarca espaço amplo para a participação de educadores/as e educando/as. Aí todos sintetizam seus saberes, comungam e crescem mutuamente...

Assistimos e debatemos o filme “Educação para a Vida”. Ali vê-se um educador que se envolve , como cidadão, em todos os aspectos da vida: com os negros e papeleiros do lugar onde mora, com os alunos com quem trabalha, com os colegas-professores com quem lida com a educação e busca a alma da disciplina que “leciona”, envolvendo seus alunos na fascinante experiência da vida, fazendo da sala de aula um palco permanente de representação e reinterpretação da vida.

As colegas com quem trabalhei nesse final de semana são jovens e construtoras de suas próprias vidas. Amam, relacionam-se familiarmente, divertem-se e agitam-se na vida. Sua energia é enorme. Elas sinalizam muita esperança para a educação. Enfrentam enormes desafios na luta pela educação que realmente emancipe seus alunos e a elas mesmas. 

Obrigado, minhas colegas e minhas irmãs, pelo fim de semana de desafios e de esperanças. Ao terminar as aulas nos abraços e eu disse a cada uma: “força, não deixa a peteca cair, não inventa desculpas, enfrenta a vida e luta contra o que tenta asfixiá-la, matando a educação”.

Obrigado pela convivência, pelo transporte, pelos equipamentos e pelo carinho. Continuemos a luta.

As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato