Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

sábado

O CRISTIANISMO NUMA SOCIEDADE DE MERCADO CONSUMISTA CAPITALISTA

Nelson Magalhães da Costa Filho, SP 25/03/
A base teológica, metodológica e antropológica neoliberal no cristianismo atualmente está calcada em afirmar: Não há outro caminho senão sermos humildes servos diante do mercado e deixar livres os mecanismos do mercado para que estes resolvam – de modo inconsciente – os nossos problemas sociais. Em outras palavras: o maior pecado é cair na tentação literal de praticarmos o bem! Isto é, numa sociedade mercantilista como a nossa, o que podemos fazer é cumprir as leis que regem o sistema da sobrevivência do mais forte e a morte do mais fraco, e não cair na tentação de fazer o bem. Isso significa que nós não devemos buscar o bem, mas tão somente evitar o mal! Mas o que é o mal? O mal é querer fazer o bem e, assim,
querer dirigir ou intervir no sistema de mercado! Logo, o único bem que podemos fazer é lutar para que eu e outras pessoas não caiamos na tentação de querer fazer o bem e, em nome disso, queiramos interferir no livre mercado!!
Aqui temos claramente uma total e completa inversão do mandamento do amor. Amar não é mais ser solidário com os que sofrem, mas, sim, defender os interesses próprios, próprios do mercado (competitividade) e evitar a tentação de fazer o que é correto, justo e perfeito!!!
Um “bom” cristão é aquele que supera a tentação de humanizar-se, e age como um burocrata, isto é cumpre as “leis do mercado”!
Felizmente muitas pessoas continuam tendo a “tentação de fazer o bem”, a tentação de ser solidárias, porque ainda estão abertas ao espírito do Amor.
Contra essa espiritualidade solidária, os neoliberais defendem o fim do que eles chamam de “paternalismo” e a introdução de uma nova espiritualidade compatível com a modernização neoliberal! Significa colocar a vida humana subordinada aos números do Lucro, isto é, pressupõe uma insensibilidade ou cinismo diante dos sofrimentos dos menos “competentes” e menos eficazes, os pobres.
Assim, crê-se que o sistema de mercado consumista capitalista é o único caminho; tudo é justificado e legitimado pelo mercado. O sistema é visto como “o caminho e a verdade”, vida e abundância.
A cristalina Solidariedade desmascara essa sociedade mercantilista!

Fonte: enviada por meu amigo Monsenhor Waldemar

As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato