Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

quarta-feira

Seppir acompanha as atividades do movimento negro do Estado


Durante a reunião com os integrantes do movimento negro do Estado, hoje (19) pela manhã, o subsecretário de Planejamento da Secretaria Especial de Políticas Públicas de Promoção da Igualdade Racial de Brasília-DF (Seppir), Martvs das Chagas, disse que a meta do governo federal é manter o diálogo e a união com as entidades negras. “Um dos objetivos da Seppir é dar assistência e acompanhar todas as tarefas e ações que o movimento negro realiza em todo país”.O subsecretário Martvs das Chagas permanece na Capital até amanhã (20). Ele também irá fazer uma visita técnica à comunidade quilombola de Boa Sorte, que fica no município de Corguinho – a 98 quilômetros da Capital. Hoje, Chagas se reúne com diversos representantes do movimento negro para discutir assunto sobre planejamento e tomar conhecimento sobre as ações de políticas públicas voltadas para população negra, que estão sendo realizadas no Estado.“A nossa missão é tentar diminuir o preconceito e o racismo na sociedade. E fazer com que isso sirva de lição para todo mundo, independente da cor da pele”, explicou Chagas, ao informar que a visita da Seppir tem como objetivo difundir cada vez mais a necessidade da luta contra o racismo, além de fortalecer as organizações do movimento negro e demais movimentos sociais para que possam assumir o controle social. “A minha vinda aqui é no sentido de fazer esse diálogo, conversar com as organizações. Verificar alguns problemas que por ventura existem e, tentar solucioná-los”.O presidente da comunidade de Boa Sorte, Carlito Ribeiro Maciel disse que a comunidade negra existe há mais de 14 anos. Segundo ele, a população negra local precisa de esclarecimento sobre seus direitos para que possam ser mais atuantes.“A necessidade nossa é muito grande. Precisamos de ajuda e acompanhamentos para os nossos projetos e titulação de terras. Também somos mal atendidos nas questões de obras nas estradas e na saúde. Essas são as principais necessidades nossa”, comentou o líder comunitário, lembrando que atualmente no local vivem em torno de 40 famílias negras.Participaram da reunião hoje (19), com o subsecretário de Planejamento da Seppir, a coordenadora de Políticas para Promoção da Igualdade Racial de Mato Grosso do Sul (Cppir/MS), Raimunda Luzia de Brito; o presidente do Conselho Estadual do Negro (Cedine/MS), Antônio Borges dos Santos; o assessor jurídico do Instituto Casa da Cultura Afro-Brasileira (ICCAB-MS), José Roberto Camargo de Souza, e representantes das comunidades negras: São João Batista, Boa Sorte, São Benedito (Tia Eva), Coletivo de Mulheres Negras, Fórum Permanente das Entidades do Movimento Negro, entre outros.
Fonte: Redação Capital News (www.capitalnews.com.br) - (DA)

As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato