Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

segunda-feira

O filósofo José Paulo Netho desnuda as ilusões de que o capitalismo se salve





És uma de minhas amigas que mais me honra com tua amizade. Lembro-me de minha primeira aula na Uniderp e tua posição tímida em sala de aula. Quando nos encontramos à saída tu, com cadernos e material escolar nos braços, parecias te esconder. Aproximei-me de ti. Disse-te que gostaria muito de te conhecer e reclamei de que não te apresentaste em sala de aula. Contaste-me que te sentias deslocada diante de mim. Testemunhaste que votaras em Ronaldo Caiado para Presidente da República porque não gostavas dos petistas. Desafiei-te a expores sem medo em sala de aula tua visão de mundo. Justifiquei que todos têm direito a pensar, de debater o que pensam e de que contribuirias muito com o debate.


Senti que a partir daquele momento te jogaste no processo de discussão que estabelecemos como método de nossa caminhada semestral. Trabalhei duas disciplinas com vocês e acompanhei entusiasmado o teu crescimento, inclusive ao fazeres movimento de transformação ideológica pessoal. Numa oportunidade me convidaste para participar de ato de lançamento da associação de estudantes de serviço social que promoveste. Teu discurso demonstrou mudança significativa de pensamento e de deslocamento da direita para a esquerda. Vibrei contigo.


Em tua homenagem posto abaixo um vídeo do grande guru brasileiro do Serviço Social, o professor José Paulo Netho, que tive o prazer de conhecer no RS e com seus textos conviver de lá em diante, inclusive aí com vocês.


Num momento em que se discute o Brasil e em que alguns projetos reformistas e assistenciais sofrem ataques terroristas da direita atrasada é importante “escutarmos” quem pensa com conteúdo e seriedade a nossa realidade. Nesse vídeo José Paulo Netho não enrola. Ao homenagear o companheiro Carlos Nelson Couthinho é  bastante contundente na interpretação das conjunturas brasileira e internacional. Diz que o capitalismo não existe sem crise: “falar em capitalismo é falar em crise todo o tempo”. Ele reflete sobre a necessidade da Bolsa Família em situação de fome e de miséria, mas não como projeto revolucionário. Acusa os falsos críticos da Bolsa Família e de Lula de moralistas atrasados. Netho diferencia Lula e Dilma, dizendo que o governo Dilma mudou muito para pior em relação ao seu antecessor. Para ele Lula não é a mesma coisa que Fernando Henrique Cardoso. Nosso autor pensa ainda sobre o papel do petismo no espectro da construção da nação na condição de política não revolucionária. Fala sobre o socialismo e o papel da militância nos parlamentos burgueses e na construção revolucionária.


Muitos de meus amigos leitores deste blog, felizmente a grande maioria brasileiros do Brasil e do exterior, muitos estadunidenses, alemães, portugueses, russos e de outros países, minha amiga Francis, me escrevem e até telefonam para pedir opiniões e indicações de autores e de textos que pensem nossa realidade. Meus alunos de graduações e pós-graduações também me solicitam ferramentas que aprofundem a reflexão sobre nosso movimento real econômico, político e social. Pois essa entrevista do grande intelectual brasileiro, o Professor José Paulo Netho,  ajuda muito. Ajuda a divulgá-la, por gentileza.


Abraços críticos e fraternos na luta pela justiça e pela paz.
Dom Orvandil: bispo cabano, farrapo e republicano.

***************************************************************




As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato