Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

terça-feira

Heróis jovens que inspiram a aposta na humanidade

Menning e Snowden




Querida amiga Professora Yolanda Soares Azambuja

Sinto emoção indescritível em te reencontrar, minha grande amiga. Ontem te disse o quanto te admiro por tua grandeza em enfrentar todas as adversidades e injustiças inimagináveis que uma mulher pode suportar para criar seus filhos. Saíste do abandono após terminar teu curso de Belas Artes pela Universidade de Passo Fundo e te dirigiste à Uruguaiana com todos os filhos pelas mãos, sem descuidares de nenhum detalhe no cuidado deles. Lá enfrentaste obstáculos sem fim para ergueres tua escola de educação artística, apesar de um tempo e num contexto capitalista que mata almas e artes. Lá tentaram te desanimar e triturar tua alma poética de criadora do mundo, de um mundo humano e feminino, marcado pela audácia de uma mulher morena e heroína. Lá perdeste dois grandes amores tragados pela morte. Talvez a maior de todas as dores, a de perder tua amada filha Rosana. Meu coração dói desde essa madrugada quando me contaste sobre a perda daquela que conheci criança, plenamente amada por essa mãe guerreira. 

Pois é, continuaremos nossas infindáveis conversas. Hoje e aqui, pensando em muita gente que lê este artigo, tomo como ponto de partida outra grande mulher, sobre quem também já escrevi aqui. Um brilho de ser humano, de mãe, de profissional, de cidadã, de filha e de tudo que se possa imaginar. Pensa numa pessoa rodeada de admiração e prestígio: é ela. Ela é muito importante para mim, também uma heroína e exemplo, como despretensiosamente são os heróis. Estes não buscam lauréis quando amam a vida e ao próximo, apenas são amados como heróis. 

Essa grande mulher me enviou um e-mail precioso e nele descreve sua impressão e até sobressalto com o alto nível ético de fidelidade e dedicação de seu filho ao amor de sua vida, uma universitária como ele. Como os heróis, a mulher que admiro é humilde ao pensar que ele vai muito além do que ela lhe ensinou, ao ponto de despertar nela saudável inveja. 

Vivemos e lutamos em um mundo social cercado de canalhas e traidores. A situação é tão grave que se tem a impressão de que ninguém presta. Policiais que deveriam nos proteger nos traem, nos agridem, nos corrompem e nos matam como o fizeram com Amarildo, um trabalhador do Rio de Janeiro. Certos parlamentares se rebaixam a pressões e cedem aos vendilhões de votos e de projetos, traindo-nos nas instituições destinadas a servir ao povo. Governadores, como os de Goiás, São Paulo, Minas, Paraná, Rio de Janeiro e outros amigos da Globo e seus protegidos, manipulam dados e roubam enchendo seus cofres no estrangeiro com o dinheiro público, traindo-nos quando deveriam servir ao povo em seus cargos eletivos. Alguns bispos, padres, pastores, cardeais e missionários usam o “sagrado” para iludir, mentir e sacanear a boa fé popular também arrancando-lhe indulgências para comprar aviões, carros luxuosos, mansões, TV e rádios, traindo o projeto libertador de Jesus. Por isso, fui perseguido por dois bispos que me odiavam e alegavam que eu queria aparecer porque lutava com o povo. Um filhote de catedral e de madame armou contra mim, jogando a mensagem evangélica lá para os quintos. O imperialismo americano usa sua influência poderosa no mundo para destruir cidades, povos e nações, por pura ganância por acumular os bens da terra que deveriam ser para todos e de todos, mesmo que, em consequência, produzam as guerras, a fome e a morte de populações inteiras. Donos de escolas usam a ensino para se locupletar com os lucros na compra de fazendas e de luxo para seus familiares, mentindo que amam a educação, portanto, traindo crianças e jovens. Médicos fazem juramentos de proteger e defender a saúde do povo e depois viram playboys no uso da saúde como fonte de enriquecimento a custa das doenças e mortes do próximo. 

Portanto, a mulher heroína que me escreveu, como também o és, tem toda a razão em inebriar-se com seu filho. A beleza moral dele e da juventude é sinal de esperança. O novo que tanto buscam corre pelos leitos históricos do que a humanidade busca: a justiça e a verdade transparente. Sua busca é como o gesto de enfiar as mãos por debaixo da  borrasca para encontrar lá no fundo o impulso puro de dignidade. 

É nesse sentido que é encantador olharmos várias vezes e incansavelmente para três jovens que dominam a atenção internacional, hoje. Certamente três rapazes que enchem de orgulho aos seus pais, mães e aos seus compatriotas de boa vontade, enquanto sofrem com a perseguição que os poderosos jogam sobre eles, distorcendo suas imagens com mentiras e tribunais espúrios. Refiro-me a Julian Assange, preso numa embaixada do Equador em Londres. Esse moço merece respeito por denunciar continuamente com provas as atrocidades dos poderosos, principalmente dos Estados Unidos contra os povos, a democracia e os direitos humanos. Tão jovem, mas tão aferrado à justiça e à corajosa denúncia contra os inimigos. O segundo é Bradley Menning. É um jovem militar americano que “serviu” (foi usado) ao Exército dos Estados Unidos na opressão e matança de civis desarmados e inocentes do Iraque e do Afeganistão em 12 de julho de 2007. Conta que os crimes foram cometidos com prazer por parte de militares americanos da força aérea, que gritavam palavrões contra o que chamavam de mortos malditos, sem o menor respeito à vida humana. E, finalmente, é exemplo outro jovem americano, Eduard Snowden. Este jovem denunciou crimes insanos e insuportáveis a alguém sensível, respeitoso e inteligente como ele, praticados pelo governo estadunidense. Mentirosamente, em nome de supostas agressões contra o poderoso império, o governo americano espionava a privacidade dos cidadãos estadunidenses e de todo o mundo. Isto é, Yolanda, os e-mails que enviaste, os bate papos pelo Facebook e as ligações telefônicas caíram na escuta e no desrespeito à privacidade de Obama, da CIA, do FBI e do Pentágono. Nosso governo brasileiro e inúmeras personalidades brasileiras foram grampeados, tudo com interesse na nossa Amazônia, nos nossos alimentos, nas nossas terras, no nosso petróleo, especialmente no nosso pré sal. Felizmente, lá estava no seu posto o gênio mental e ético, o jovem, com cara de rapazinho, Eduard Snowden, que percebeu a falta de respeito à liberdade e privacidade dos cidadãos e denunciou tudo, colocando os Estados Unidos e sua arrogância em seríssimo constrangimento. 

Como pergunta sempre o meu amigo Dom Jorge: “entendeu?” Esses três jovens, filhos maravilhosos de pais e mães a quem ultrapassaram, até por atuarem em cargos elevados, na verdade lutaram contra o atraso das guerras, das disputas e concorrências que destroem, e do desrespeito desumano e desumanizador, produtos do capitalismo e do neoliberalismo absolutamente podres. 

Concordo com a mulher heroína, a juventude é maravilhosa e inspira esperança, apesar da podridão desse sistema velho e carcomido. Os jovens que não se deixam destruir pelas máfias dominantes desse mundo capitalista são enormemente belos e ricos de coragem para denunciar e mudar o mundo. Aleluia!

Abraços críticos e fraternos em homenagem a essa juventude linda.
Dom Orvandil: bispo cabano, farrapo e republicano.



As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato