Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

sexta-feira

Conjuntura delicada e de desafios

Amigos/as daqui e de lá

 

É muito bom acordar ao amanhecer e pensar em Jesus de Nazré. Vislumbrá-lo a partir dos textos evangélicos e de páginas teológicas sérias, seu compromisso com o Reino de Justiça e de Paz, é alimentar-nos profundamente para a luta pelas transformações sociais e por comunhão mais justa. 

Jesus cercou-se permanentemente dos pobres, dos mais extremamente abandonados pelas elites religiosas e políticas do seu tempo. Nunca vacilou em denunciar os que assaltavam o povo e prometeu o Reino para os que vestissem os nús, visitassem os enfermos e os presos, enfim os mais agudamente lançados às margens da vida. Seguir o Jesus da Palestina do I Século é construir igreja leal a Ele e nã a ela mesma.

Acordei pensando tmbém nos/as milhões de irmãos/ãs brasileiros/as que lutam cuidadosamente com energia consciencial e espiritual para ajudar nosso amado País a avançar na solidificação de justiça, com a habilidade da mãe de bebê para não jogar tudo fora envolto na água do banho. O momento é criativo, mas delicado. 

Forças a todos/as que conseguem seguir Jesus assim, sem se desviar em face de tantas confusões às quais as obras das trevas hoje empurram muitos inocentes, que sem conssciência podem ser usados/as como buchas de canhão. Forças para não desanimarmos. Forças para não nos confundirmos. Forças para nos unirmos. Forças para crescermos no diálogo. Forças para evitarmos aceitar provocações, principalmente a da crítica fácil e irresponsável, facilmente resvalando para a critinice desrespeitosa. 

No Brasil e na América Latina temos fartas experiências de momentos obscuros, fartos em águas turvas onde oportunistas pescam os entulhos dos golpes e das traições. Assim aconteceu contra Getúlio Vargas em 1954, com Jango em 1964, 10 anos depois do golpe evitado pelo suicídio do Presidente Vargas, assim aconteceu com Salvador Allende no Chile, como aconteceu no Panamá, na Venezuela contra Chaves, que soube sacudir a poeira suja e voltar para o povo etc. As consequências de tais esmagamentos da democracia se traduziram em longas décadas de concentração de renda, de submissão do País aos interesses poderosos e injustos  internacionais. As trevas do massacre da liberdade materializaram-se em miséria e pobreza para nosso povo, além de opressão da esperança para crianças, adolescentes e jovens. 

Este momento crítico e criativo exige  forças para avançar e paz para harmonizar o povo na busca de pautas unitárias e justas. Ninguém deve se dispensar dessa boa luta. Todos/as somos convocados/as unidamente para a luta patriótica!

Deus nos abençoe sem nos desviarmos do projeto do seu Reino na construção de um Brasil laico e justo.

Abraços fraternos a todos/as hoje e sempre. 
Dom Orvandil: bispo cabano, farrapo e republicano.

As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato