Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

quinta-feira

A morte e a destruição são os alvos dos que odeiam




Querido Lutero


Meu amigo, sei do quanto foste alvo e vítima do ódio. Teus algozes não perderam tempo em te difamar e tentar te destruir, inclusive existencialmente.  Minimizaram tuas bases teóricas dizendo que não contavas com o respaldo das autoridades da academia e do universo científico. Diziam que não caminharias muito longe por falta de fôlego. Quando não conseguiram influenciar tua credibilidade entre teus apoiadores e familiares partiram para os ataques morais, bem ao estilo dos fariseus. O farisaísmo age sempre no sentido de torpedear o caminho dos que lutam pelos outros, lutas que passam sempre por transformações que abalam privilégios e atingem os depósitos de corrupção, como o fizeram os primeiros de hipócritas ao tentar destruir Jesus de Nazaré. 


Alguns definem o ódio como a ante moeda do amor ou como o outro lado do amor, do tipo: “já que não me amas eu te odeio;  uma vez que rejeitas quero tua morte e desconstrução como ser vivo e ativo.” O certo é que para os odiosos tudo é motivo para destruir o próximo. Este sempre, repito, sempre é objeto de disputa predatória e de eliminação. Santo Agostinho disse que a única medida do amor é ser sem medida. “Uma vez por todas, foi-te dado somente um breve mandamento: Ama e faze o que quiseres. Se te calas, cala-te movido pelo amor; se falas em tom alto, fala por amor; se corriges, corrige por amor; se perdoas, perdoa por amor. Tem no fundo do coração a raiz do amor: dessa raiz não pode sair senão o bem!“[1],  definiu o santo e  filósofo. Pois os que odeiam invertem a definição agostiniana: o ódio tem como medida ser sem medida, o falar e o fazer são marcas dos que se aproveitam dos erros para errar e fazer errar ainda mais. A raiz do ódio neles os induz a fazer o mal através da divisão, das mentiras, das calúnias, das injustiças, de boicotes, do marketing da destruição de imagens e da diminuição das pessoas e até de tramas para assassinatos. Tanto difundem mentiras até que se tornem verdades para o senso comum, conforme método diabólico imitado do nazismo. A história é prenhe de exemplos do que escrevo aqui.

Pessoalmente não me acostumo com o ódio e o desprezo. Nada mais medíocre do que o ódio e ninguém mais medíocres dos que os que odeiam. Nada sentem a não ser ódio, nada os convence, nada os transforma. Tudo o que dizem e fazem é odiar. Chego a ser inocente com pessoas falsificadas pelo ódio. Tomo-me pela doença quando sou, e geralmente sou vítima do ódio. Seguidamente algum bispo distorcido pelo ódio me atinge e me faz sentir muita dor. Da mesma maneira,  no campo acadêmico,  quando no lugar da construção humana através da educação me deparo com professores/as e coordenadores a serviço do ódio, sofro muito. Bobagem minha, afinal o ódio é a matéria prima dos que pensam e sentem-se donos da verdade e do mundo, como condição de classe dominante.  Suas tarefas são as de buscar incessantemente problemas e defeitos para disparar suas setas venenosas. Sua prática não é a de sentar e propor análise, mas a de fofocar e entregar pelo puxa saquismo os que consideram errados.

É isso que vemos no mundo. Poxa, é muito doloroso olharmos para a terra onde Jesus enfrentou o ódio e vermos que nenhuma lição os sionistas conseguem tirar de Jesus nem dos profetas que dizem obedecer. Sem a menor sensibilidade ensinam nas escolas, templos, famílias e quartéis que os irmãos palestinos devem ser eliminados. Mentem, difamam e metralham até crianças, velhos e mulheres grávidas, sem a menor misericórdia. A internet oferece farto material informativo, vídeos e fotos revelando monstruosidades praticadas pelos agentes do ódio, que ocupam o poder de Estado e todos os aparelhos sociais para praticar o ódio e o mal. Tanto que as investigações feitas no cadáver de Yasser Arafat mostram que os direitistas de Israel o mataram envenenado, mesmo quando o líder palestino se encontrava internado e indefeso num hospital em Paris. Da mesma maneira leio horrorizado o noticiário da Venezuela sobre o Presidente Hugo Chávez. O comandante bolivariano encontra-se doente e em sofrimento em Cuba, enfrentando dolorosa cirurgia e pós-operatório. Pois os odiosos de sua oposição, sem nenhum espírito cívico de amor ao povo, aos pobres e trabalhadores libertos da degradação econômico-social, graças à Revolução Bolivariana liderada por Chávez, tramam o assassinato do vice-presidente Nicolás Maduro e do Presidente do Parlamento Venezuelano, Diosdado Cabello. Os adjetivos usados para classificar ou desclassificar esses líderes do povo são lamentáveis e bem ao estilo da direita, que age da mesma forma em todas as partes do mundo. Nem têm respeito pelo povo, pelos seus líderes nem remorso por tanto ódio endereçado a um ser humano que busca sobreviver a um câncer dos mais corrosivos e letais possíveis. O ódio da oposição venezuelana é sem medidas e disposto a incendiar o mundo na busca da satisfação de seus instintos egoístas e perversos.

O ódio nas Pátrias é sem pátria e age da mesma forma internacionalmente. É capaz de produzir bandidos monstruosos como Adolfo Hitler, Augusto Pinochet, ditador fascista chileno, generais golpistas e nazistas brasileiros que detonaram nossa democracia e nossa história, Fernando Henrique Cardoso, mandalete das falsas elites direitistas brasileiras, que buscaram nele o ideal do falso intelectual, poliglota, doutor e pós-doutor, o mais burro do que qualquer outro do seu estilo, que exerceu o papel de enfiar no abismo milhares de irmãos/irmãs brasileiros/as, sem saúde, sem habitação, sem direitos, sem trabalho, sem dignidade, enquanto o farol de Alexandria  - como o apelidou Paulo Henrique Amorim - da burguesia atrasada e odiosa  vendia o Brasil e enchia suas burras de propinas. Lula é desde o ano passado alvo privilegiado de ataques e calúnias das mais sórdidas, inclusive de sua honra e a de sua família. Tudo movido pelo ódio de classe dos funcionários da mídia dominante e dos apátridas de plantão.Nessa linha a Presidenta Dilma também é mira do ódio da descategorizada e desonrosa classe dominante. Para representá-la nas críticas à Presidente  o PIG buscou o depoimento do senador (com “s” minúsculo de propósito) corrupto, o mais mau exemplo dos parlamentares brasileiros, com justeza oposicionista do partido vendilhão e líder dos fichas sujas, o tcano Álvaro Dias. Depois das mediadas anunciadas pela Presidenta para baixar as tarifas da energia elétrica, tanto para as famílias quanto para as empresas, o bufão vem a público, iniciando pela sua desmoralizada página no Twitter, para pedir direito de resposta e mentir que os consumidores pagarão essa conta. Quer dizer: o desgraçado – sem a graça do amor – é mesmo agente do ódio, da burrice e da canalice, além de não ter a menor moral, principalmente depois que veio à tona seu enriquecimento ilícito e ainda usar seu falecido pai para respaldar sua mentira, já que morto não fala. 

Até quando o ódio fabricante de injustiças existirá para nos prejudicar e falsificar a missão de uma oposição construtiva? Essa oposição que aí se move é intensa em suas más intenções, na sede de injustiças e do mal. Nada que venha do governo presta para ela, principalmente por  buscar investimento para o desenvolvimento com distribuição de renda e de riquezas. Isso ameaça seu egoísmo, sua estupidez e sua burrice. Lá na Venezuela o vice presidente Nicolás Maduro sente que será preciso prender os malfeitores. Penso que no Brasil precisamos de um judiciário sem Joaquim Barbosa, sem Marco Aurélio (aquele no “tribunaharrrrr”), sem Gilmar Mendes e outros “viralatas” serviçais da Casa Grande, para julgar e prender os fabricantes e agentes do ódio.  

Enquanto isso, irmão Lutero, continuemos a luta pela justiça e pela paz. Essa luta é incessante porque nasce e se evola do amor incessante e sem medidas.

Dom Orvandil: bispo cabano, farrapo e republicano.

Abraços críticos e fraternos, sem abrir mão da luta pela justiça e pela paz, jamais.

As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato