Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

terça-feira

A juiza que sabe o que é a injustiça social

A empregada doméstica que virou ministra


Em uma sala com uma das vistas mais belas de Brasília, no terceiro andar do Tribunal Superior do Trabalho, trabalha uma ex-empregada doméstica. A ministra Delaíde Alves Miranda Arantes traçou o itinerário de muitas meninas da zona rural brasileira. Filha de agricultores de Pontalina, cidade a pouco mais de 100km de Goiânia, ela começou a trabalhar aos 14 anos cuidando da casa de um bancário e uma professora. 

Depois foi atendente em um consultório médico até ir à capital goiana para estudar. Lá, trabalhou sem remuneração em outra família, em troca de um teto e comida por cerca de um ano. Em seguida, exerceu outras profissões em empresas de vários ramos até enveredar para o direito, formação que cursou graças a uma bolsa.

 A dedicação aos estudos resultou em uma carreira de sucesso como advogada. Em março de 2011, chegou a cadeira de ministra. A trajetória, para ela, é um orgulho, além de ajudá-la a julgar. "Quando analiso as leis, sei exatamente o que significam os direitos, ou a ausência deles, para um trabalhador. O trabalho doméstico carrega o traço do trabalho escravo no Brasil. Só que não podemos mais conviver com uma classe tão grande tratada como profissionais de segunda categoria."

As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato