Novo endereço

Este blog mora em outro endereço. Acesse +Cartas e Reflexões Proféticas e divulgue, por gentileza!

Pesquisar este blog

quarta-feira

A Hierarquia Católica Romana quer o inferno para o Paraguai, mas AL busca justiça




Querido Padre e prof. Divino

Obrigado por tua ida a uma de nossas missas, por tua amizade, respeito e abertura ecumênica. Gostaria muito de contar contigo em nossa caminhada, já que sofreste inominável injustiça por amares uma grande mulher. 

Pois bem, meu caro Padre e amigo, certamente sofres as dores patrióticas latino americana com o golpe sofrido pelo  povo paraguaio, quando direitistas reacionários, proprietários rurais e da mídia dominante serviram-se de falso artifício jurídico manipulado pelos Estados Unidos, barbaramente injusto, golpearam o Presidente Constitucional eleito e empossado democraticamente no Paraguai, o irmão Fernando Lugo.  

Sei evidentemente, meu caro Padre Divino, que não devo interferir na vida das igrejas dos outros, ainda mais quando se trata de outro País. E não o faço mesmo. Sou originário do velho e do bom ecumenismo, que infelizmente não existe mais, e sei o significado da união em torno do que é essencial, minimizando o que é secundário e próprio a cada denominação. Em se tratando da Igreja Católica Apostólica Romana tenho por ela o mais respeitoso relacionamento. Conto com a amizade e comunhão de vários padres, bispos e religiosos católicos romanos, principalmente os mais ecumênicos e da velha guarda. Portanto, aqui não se trata de questões eclesiásticas. Não tenho nada a ver com as igrejas dos outros.

Porém, quando autoridades eclesiásticas se posicionam politicamente seus discursos e atos projetam-se para fora de suas redomas hierárquicas e submetem-se à análise e juízo públicos. Não sou dos que condenam a atividade política e partidária dos/as cristãos/ã, inclusive, de seus/suas ministros/as ordenados/as, desde que seja ao lado do povo, na marcha pela libertação da miséria e da exploração; desde que seja ao lado da libertação de nossas Pátrias, como sonhava Simon Bolívar, das patas do diabólico imperialismo estadunidense, que novamente alimenta o golpe na América Latina; desde que seja para fortalecer e educar nosso povo na prática coletiva do pensamento e da prática democráticas. Pelo contrário, eu mesmo, ainda que de modo insignificante, participo da luta política e volta e meia sou perseguido, incompreendido e injustiçado. Minha fé no Jesus salvador dos pobres, do povo e revolucionário me empurra para dentro da luta, inapelavelmente. 

Então, Divino, escrevo-te para questionar e criticar a posição lamentável, injusta, caluniadora, direitista, moralista, farisaica e reacionária  da Hierarquia Católica Romana paraguaia. Ela é fiel à visão de mundo do Vaticano, cujo Papa Bento XVI há poucos dias lamentou a perda de credibilidade da “Igreja” em virtude da pedofilia de muitos de seus clérigos. A caduca hierarquia “vaticânica” não percebe que essa é consequência e não causa. Na verdade desde que  certos grupos católicos romanos abandonaram o povo e aliaram-se  ao imperialismo e à pior escória que promove destruições dos povos em busca de petróleo pelo mundo, muitos de seus padres, bispos e cardeais viraram vagabundos e doentes mentais, sem o que fazer passaram a perturbar as crianças e coroinhas nas casas canônicas e sacristias. O compromisso com a opressão é a causa dos preguiçosos e pedófilos que rezam missas heréticas e farisaicas, bem do agrado dos que desconstroem o que Jesus ensinou e a luta que fazemos para libertar o mundo do tacão neoliberal e imperialista. 

É preciso ressaltar que o que fez o Monsenhor Edmundo Valenzuela, do Paraguai, é profundamente herético, lamentável, triste e colabora com a destruição da luta que o amado povo paraguaio faz desde a derrubada do apodrecido ditador Stroesner e das ditaduras militares que infestaram a América Latina, que a Hierarquia Católica Romana paraguaia apoiou. Agora foi a primeira a estender a destra do golpista Federico Franco, que traiu o Presidente Fernando Lugo, de quem era vice presidente. Ao assim agir colocou-se contra o povo paraguaio, sua luta pela redemocratização e libertação da soberania nacional daquele País. Portanto, somou-se ao golpe promovido pela oligarquia rural, empresarial, mediática e imperialista atrasada, que golpeou a democracia do Paraguai. 

Por outro lado, Pe. Divino, a despeito da desfaçatez do Monsenhor Edmundo, Arcebispo de Assunção, que se refere à mácula impingida por Lugo à imagem da igreja, “ignora” que quem macula a Igreja de Jesus é ele, o Monsenhor, ao aliar-se à pior direita latino americana, padres de Itapúa rejeitam o golpe, portanto discordam do Monsenhor, evidentemente em razão da luta que levam com e ao lado do povo. Os padres de Itapúa vêm Jesus e o seguem de modo muito diferente do vice presidente da Conferência Episcopal Paraguaia. 

De modo que é evidente que Monsenhor Edmundo Valenzuela peca feio ao aconselhar que o Presidente Fernando Lugo  se acovardasse, traísse o povo e levianamente renunciasse a presidência que recebeu de quem nele confiou, só para proteger os privilégios e não colocar a nu as raízes do golpe e seus responsáveis, como muito bem identificou o Governador e brilhante jurista Tasso Genro, do RS, cujo texto compilei abaixo. 

Fico com os padres de Itapúa, porque eles lutam com o povo e não têm tempo para os banquetes e pedofilias com oligarcas e golpistas. 

Recomendo que acesses, meu amigo, o site Paraguai Resiste e comentes em solidariedade  ao povo paraguaio, que sofre com esse golpe espúrio e injusto, por isso desumano.

Abraços críticos e fraternos.

As 10 postagens mais acessadas

Postagens antigas

Seguidores deste blog

Curta e compartilhe

 
Desenvolvido por MeteoraDesign.Blogspot.com | Contato